Bicampeão do DTM, Wittmann revela surpresa e diz que FE é “desafio de verdade” após teste

Marco Wittmann, piloto da BMW e duas vezes campeão do DTM, gostou do que encontrou no teste de novatos da Fórmula E no Marrocos. O piloto alemão de 29 anos esperava que fosse menos que um desafio real e exigente

O teste de novatos da Fórmula E, realizado no último fim de semana, em Marrakech, deu a oportunidade a pilotos experientes darem as primeiras voltas com os bólidos elétricos da categoria. Um dos que esteve na pista foi Marco Wittmann, duas vezes campeão do DTM e piloto de fábrica da BMW. E o alemão gostou do encontrou, ao contrário do qe imaginava antes. Já está até aberto a partir para a FE no futuro.
 
Wittmann tem 29 anos e correu de monopostos pela última vez quando estava na F3 Euro, categoria da qual foi vice-campeão em 2010 e 2011. Em 2013, pulou para o DTM e foi campeão em 2014 e 2016. 
 
O piloto assumiu o carro de Alexander Sims para o teste da FE e permaneceu nele pelas seis horas de teste. A conclusão é que se trata de uma categoria real.
 
"É definitivamente um desafio e provavelmente não o que eu esperava, para ser honesto. Tem muita coisa para fazer como piloto e em simulações de corrida e na própria corrida, então não é fácil se adaptar ao carro", afirmou ao site inglês 'E-Racing365'.
Marco Wittmann (Foto: FE)

"É bem diferente do que eu já tinha guiado e é definitivamente exigente. Minha opinião agora está totalmente formada e é [que se trata de] um desafio de verdade", seguiu.

 
Comprometido com o DTM, ao menos para 2019, Wittmann admite a ideia de partir para uma categoria de carros elétricos – de forma exclusiva ou mesmo lado a lado com a categoria da Alemanha. A FE, então, é uma opção. 
 
"Eu ficaria interessado em guiar esses carros, claro, mas depende do que meu futuro trouxer. Definitivamente, em 2019, eu serei parte do DTM, mas quem sabe o que o futuro guarda", deixou em aberto.
 
"Especialmente atualmente você precisa estar mais aberto que no passado. Acho que no passado isso era bem claro: se você trabalhava num programa, você estava grudado nele. Hoje a gente vê vários pilotos saírem do DTM para o GT e mesmo fazendo DTM e FE juntos, então não é necessário ter só um programa", encerrou.
 
O único piloto confirmado ao mesmo tempo na FE e DTM para a atual temporada é Robin Frijns, mas outros como Edoardo Mortara e Loïc Duval já andaram em temporadas passadas. Pascal Wehrlein, Gary Paffett e Mortara deixaram o DTM ao fim da temporada passada e migraram para a FE.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube