Bird faz volta rápida no final de único treino livre da F-E em Miami e deixa Virgin na frente. Di Grassi é terceiro

O inglês Sam Bird não esteve entre os primeiros colocados na maior parte do que acabou sendo a única sessão de treinos livres para o eP de Miami, neste sábado (14), mas chegou na ponta com dois minutos para o fim e lá ficou. Lucas Di Grassi foi o terceiro, mostrando que deve brigar mais uma vez

Foi de Sam Bird a primeira colocação no único treino livre para o eP de Miami da F-E, neste sábado (14). O inglês nem sempre esteve entre os primeiros colocados, mas embarcou numa série de voltas rápidas no fim e acabou deixando a Virgin na ponta numa sessão de incertezas criadas pela organização após vários atrasos. 
 
Por conta da montagem da pista, ainda sendo finalizada, a F-E achou por bem que seria melhor cancelar um dos treinos livres e mexer no outro. Seria de 60 minutos, mas acabou sendo só de 30.
 
Atrás de Bird, Karun Chandhok mostrou velocidade, enquanto o líder Lucas Di grassi voltou a deixar claro que será ameaça também no sul da Flórida. 
Sam Bird andou na frente (Foto: Manan Vatsyayana/AFP/Getty Images)

Confira como foi o treino:

Depois de todo o drama para enfim os carros começarem a acelerar ao redor da American Airlines Arena, em Miami, Jaime Alguersuari foi quem saiu primeiro na sessão que teria uma hora inteira, passou para 45 minutos, 35 e fechou com 30.
 
Claro, como único treino livre do dia e encurtado, em alguns instantes a pista estava lotada e as voltas variavam rapidamente. Em cerca de dois minutos, Scott Speed, que liderava, com 1min12s862 passou a ser o último colocado com a volta.
 
Na frente, o relógio despencava mais e mais. 1min12, 11, 10, 9. Após dez minutos de sessão, era Jérôme D'Ambrosio quem liderava: 1min08s495.
 
Seguindo o tempo anotado por D'Ambrosio, no entanto, a caída vertiginosa no relógio se acalmou. Loïc Duval, estreante, mostrou se entender com o carro e subiu para a segunda colocação em seguida, que virou terceira com a passada de Nelsinho Piquet, mas deu o recado.
 
O líder do campeonato, Lucas Di Grassi, podia até não andar entre os primeiros após metade do treino, mas era quem mais giros havia dado ao lado de Sam Bird e Charles Pic: 12.
 
Iam 16 minutos na sessão quando alguém melhorou o tempo do belga da Dragon. Stéphane Sarrazin anotou 1min07s092, quebrando a barreira do 1min08. Senna veio junto e também melhorou, ficando no segundo lugar. 
Só que dois breves minutos depois, Nicolas Prost voltou a lembrar que a e.dams é rápida nos treinos. 1min07s570 e o novo tempo mais rápido. Com 10 minutos para o fim, ele liderava, com Vitantonio Liuzzi, Karun Chandhok, Sarrazin e Senna no top-5.
 
Novamente os estreantes não pareciam estar muito atrás dos mais acostumados a guiar os bólidos elétricos. Liuzzi, Duval e Speed, todos mostraram boa tocada com seus carros no treino livre.
 
Sem tempo de testar muito pelas ruas de South Beach antes da classificação, as equipes e os pilotos foram ajudados pelo menos pela sessão não ter sofrido interrupções. 
 
Chandhok, então, fez ainda mais no fim, colocando a Mahindra na ponta ao baixar de 1min07s. Fez 1min06s689 e mostrou que a equipe indiana chegou forte, já que Senna conseguia se manter entre os primeiros, também.
 
Di Grassi embarcou e veio para o segundo posto, assim com Nick Heidfeld, que deu o ar da graça e fez o terceiro lugar. Não que essas posições significasse tanto, até porque a F-E já ensinou que os fins de TL são loucos, mas pelos bons tempos, todos ou abaixo a na casa de 1min07s.

Bird foi o próximo a saltar na ponta, agora com apenas 120 segundos restantes. Chandhok e Di Grassi acompanhavam. O quarto era Speed, quase sempre à frente do companheiro Jean-Éric Vergne

No fim das contas, Bird terminou mesmo na ponta. E Chandhok e Di Grassim vieram mesmo na sequência, assim como Speed. Daniel Abt, Heidfeld, Prost, Liuzzi, Sarrazin e Vergne encerraram o top-10. Senna foi 11º, Buemi, sempre uma ameaça, 13º. Piquet foi o 16º.

F-E, Miami, treinos livres:

1 SAM BIRD ING VIRGIN 1:06.588   18
2 KARUN CHANDHOK IND MAHINDRA 1:06.689 +0.101 16
3 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT 1:06.909 +0.321 22
4 SCOTT SPEED EUA ANDRETTI 1:07.265 +0.677 15
5 DANIEL ABT EUA AUDI ABT 1:07.414 +0.826 21
6 NICK HEIDFELD ALE VENTURI 1:07.446 +0.858 19
7 NICOLAS PROST FRA E.DAMS 1:07.570 +0.982 22
8 VITANTONIO LIUZZI ITA TRULLI 1:07.781 +1.193 17
9 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI 1:07.892 +1.304 19
10 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA ANDRETTI 1:07.980 +1.392 20
11 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA 1:08.254 +1.666 13
12 JÉRÔME D'AMBROSIO FRA DRAGON 1:08.495 +1.907 21
13 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS 1:08.571 +1.983 20
14 CHARLES PIC FRA CHINA 1:08.625 +2.037 22
15 JAIME ALGUERSUARI ESP VIRGIN 1:08.932 +2.344 21
16 NELSON PIQUET CHN CHINA 1:09.211 +2.623 21
17 LOÏC DUVAL FRA DRAGON 1:09.239 +2.651 20
18 SALVADOR DURÁN MEX AMLIN AGURI 1:09.357 +2.769 17
19 JARNO TRULLI ITA TRULLI 1:09.837 +3.249 11
20 ANTONIO FÉLIX DA COSTA POR AMLIN AGURI 1:10.156 +3.568 18

A MESMA RECEITA

O ano virou, mas o domínio da Mercedes e de Lewis Hamilton continua o mesmo. O atual campeão mostrou força e venceu a primeira batalha interna da temporada 2015, ao conquistar com maestria e frieza a pole-position para o GP da Austrália. A Williams recuperou seu posto de melhor do resto com Felipe Massa. Com uma volta precisa nos instantes finais, o brasileiro virou 1min27s718 e garantiu o terceiro lugar. Já o outro Felipe, o Nasr, passou muito perto do Q3 e vai sair em 11º neste domingo, na estreia na F1.

RESPEITO VENDIDO

No momento em que o julgamento na Corte de Victoria iria começar no sábado em Melbourne, o advogado de Giedo van der Garde informou que havia chegado a um acordo com a Sauber e retirado a ação de execução de ordem contra a equipe. Assim, Felipe Nasr e Marcus Ericsson puderam finalmente ficar tranquilos e correr na Austrália. O holandês disse posteriomente que achou melhor respeitar os interesses de FIA, Sauber e dos dois outros pilotos. Sendo que teve um acerto financeiro da Sauber…

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube