Campeã, Mercedes confirma saída da Fórmula E em 2022 e reafirma foco na F1

A Mercedes deixa o grid da Fórmula E após apenas três temporadas. A decisão vem da Daimler, dona da montadora alemã, que vê a Fórmula 1 como um investimento mais frutífero para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTubeGP | GP2
Mitch Evans, com chances grandes de título, não conseguiu largar e foi atingido em cheio por Edoardo Mortara (Vídeo: Fórmula E)

A semana do título da Mercedes na Fórmula E também é de notícias tristes. A montadora alemã anunciou nesta quarta-feira (18) a decisão de encerrar atividades na categoria elétrica ao fim da próxima temporada, a 2021/22.

A decisão foi tomada internamente após intervenção da Daimler, empresa dona da marca Mercedes-Benz. O motivo por trás da saída é a decisão de focar em áreas consideradas mais frutíferas do automobilismo, como a Fórmula 1

“A Mercedes-Benz está comprometida com a luta contra mudanças climáticas nesta década”, disse Markus Schäfer, chefe de operações da Mercedes-Benz. “Isso nos leva a uma transformação acelerada da nossa companhia e dos nossos serviços, indo na direção de emissão zero de carbono e de um futuro guiado por softwares. Para conseguir isso, precisamos focar nas nossas atividades centrais. A Fórmula E nos ajudou a estabelecer a marca Mercedes-EQ, mas vamos acelerar nosso progresso tecnológico com foco na Fórmula 1. É lá que testamos nossas tecnologias na competição mais intensa do mundo automobilístico, e é lá que a estrela de três pontas brilha mais forte. A F1 oferece potencial de transferências tecnológicas [para carros de rua], como já vemos em projetos como o Vision EQXX”, comentou.

A Mercedes está com os dias contados na FE (Foto: Mercedes)

A jornada da Mercedes como equipe de fábrica na Fórmula E se mostrou breve. Ao fim de 2021/22, serão apenas três temporadas no grid. Mesmo sem apostar na continuidade, a montadora fica feliz com o que conquistou – no último fim de semana, títulos de Pilotos, com Nyck de Vries, e de Equipes.

“Entramos na Fórmula E de cabeça aberta, pensando nessa abordagem inovadora do esporte a motor”, ressaltou Toto Wolff, chefe de esporte a motor da Mercedes. “Muito trabalho foi feito para desenvolver uma equipe competitiva, e vimos um grupo de mulheres e homens talentosos trazendo resultados no mais alto nível. Podemos ficar orgulhosos dos dois campeonatos mundiais conquistados em Berlim. Vamos fazer de tudo para deixar a Fórmula E com estilo na oitava temporada”, destacou.

A saída, entretanto, não marca o final definitivo da Mercedes que conhecemos hoje. No comunicado, a montadora afirmou que “explora opções” de manter a escuderia com novos donos depois de 2022.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar