carregando
FE

Cinco ou seis etapas e ePs com portões fechados: como FE planeja completar temporada

Chefão da categoria dos carros elétricos, Alejandro Agag tem como objetivo realizar pelo menos cinco ePs para fechar a temporada 2019/20, mas coloca a realização da meta em dúvida. “Vamos conseguir? Não sabemos”

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
Sem previsão de novas datas para os ePs suspensos em Sanya, Roma, Paris, Seul e Jacarta, o calendário da temporada 2019/20 da Fórmula E tem mais quatro corridas pela frente, todas em países que enfrentam o auge da pandemia do coronavírus: Berlim, na Alemanha, em 21 de junho; Nova York, epicentro do Covid-19 nos EUA, em 11 de julho; e a rodada dupla decisiva nas ruas de Londres, na Inglaterra, em 25 e 26 de julho. O objetivo do chefão da categoria dos carros elétricos, Alejandro Agag, é garantir o desfecho da temporada. Se vai acontecer ou não, é outra história.
 
“Para nós, seria ótimo se pudéssemos terminar a temporada com mais corridas. Esse é o objetivo. Vamos conseguir? Não sabemos”, disse o espanhol em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’.
 
Agag pensa, inclusive, em realizar tais etapas quando o auge da pandemia passar. “Neste momento, parece que provavelmente sim. Podemos começar em julho, agosto e setembro. Portanto, temos esses meses para organizar as corridas”, explicou.
Alejandro Agag pensa em alguma forma de completar a temporada 2019/20 (Foto: Audi)
Só nos Estados Unidos, são 640 mil casos confirmados de coronavírus, de acordo com a última atualização emitida pela Universidade Johns Hopkins. Deste total, a cidade de Nova York contabiliza 10.899 pessoas mortas. O Reino Unido soma mais de 104 mil testados como positivo para o Covid-19, com 13.729 vítimas fatais, enquanto a Alemanha registra pouco mais de 135 mil infectados e 3.850 mortos.
 
Cinco etapas já foram disputadas na atual temporada: duas em Ad Diriyah, na Arábia Saudita; Santiago, México e Marrakech. Diz o regulamento que o campeonato precisa ter pelo menos seis etapas realizadas para ser validado.
 
De acordo com o dirigente, não dá para descartar nenhuma possibilidade por enquanto. “Acho que outras cinco ou seis corridas na Europa ou em um desses lugares [Jacarta ou Seul] são o nosso objetivo. Tudo é possível neste momento”.
 
“Se vamos a Jacarta e Seul, isso é mais complicado. Queremos e podemos tentar. Particularmente, Seul seria muito importante porque o número de casos [de coronavírus] lá caiu muito. Mas a questão é: todo mundo vai poder voar para lá e voltar sem problemas, e assim por diante? Vai depender muito da situação no momento com as permissões”, salientou.
 
Agag considera que a Fórmula E não é dependente do dinheiro oriundo da venda de ingressos, de modo que a realização de etapas com portões fechados também não está descartada. “A grande vantagem do nosso modelo é que não dependemos da receita de ingressos. Somos flexíveis, podemos ir a lugares sem público, e talvez seja isso o que faremos. Acho que estamos em uma posição correta”, concluiu.
 
O líder da temporada é o luso António Félix da Costa, da DS Techeetah, que soma 67 pontos. Mitch Evans, da Jaguar, vem em segundo, com 56, enquanto Alexander Sims, piloto da BMW, acumula 46. Maximilian Guenther, também da marca bávara, soma 44, e Lucas Di Grassi fecha o top-5 depois de marcar 38 pontos com a Audi, mesma pontuação do belga Stoffel Vandoorne, da Mercedes.

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.