FE

Com família em peso e filho no pódio, Buemi vibra com “sensação de vitória” em Berna

Pela primeira vez na longa carreira, Sébastien Buemi conseguiu subir ao pódio em seu país. Em Berna, cidade que fica a cerca de 100 km da Aigle onde foi criado, o piloto esteve com toda a família e ainda chamou o filho mais velho, Jules, ao pódio

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Há dois anos sem vitória na Fórmula E, Sébastien Buemi sentiu como se tivesse voltado ao lugar mais alto do pódio no último sábado, durante o eP de Berna. Terceiro colocado com a Nissan, Buemi experimentou um sentimento novo na carreira: comemorar em casa, no seu país e com a família presente em peso.
 
Suíço de Aigle, cidade que fica a cerca de 100km de Berna, Buemi pode correr no próprio país apenas pela segunda vez na carreira. E foi ao pódio, onde subiu junto ao filho Jules, de 3 anos de idade.
 
"Acho que foi um dia incrível para mim, ainda que tenha sido só terceiro colocado. A sensação é de uma vitória, porque foi incrível ter minha família aqui", comemorou.
 
O campeão da segunda temporada da Fórmula E avaliou a pista como bastante complicada e estreita demais para se arriscar a ultrapassar. Com isso, apesar de considerar que tinha condições de atacar Mitch Evans e Jean-Éric Vergne, evitou.
Pódio em Berna (Foto: Nissan)
"A pista era muito desafiadora, talvez estreita demais para permitir ultrapassagens, mas é parte da Fórmula E", seguiu.
 
"Senti que tinha bom ritmo, mas não quis me arriscar, porque estava tão difícil de ultrapassar quem estava à frente, então preferi assegurar o terceiro lugar. Se alguma coisa acontecesse, tentaria aproveitar, mas não queria forçar. Tinha 2% a mais de bateria que Vergne, mas aqui é mesmo muito mais difícil de passar", opinou.
 
Sem vitórias na temporada, apesar de ser a equipe com mais poles e mais participações na Superpole, a Nissan se diz satisfeita. Entretanto, como poderia se esperar, pretende coroar o ano com uma vitória na rodada dupla de Nova York.
 
"Sabíamos que, entrando como fábrica nova no campeonato, o desafio era imenso, mas estamos felizes com o progresso. Temos uma meta de vencer alguma corrida, então daremos o máximo em Nova York", disse o Michael Carcamo, diretor mundial de esportes da marca japonesa.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.