Com Ogier e Chadwick, Extreme E divulga 11 participantes de temporada inaugural

Entre os 11 nomes anunciados para a primeira temporada do Extreme E, destacam-se o multicampeão de rali Sébastien Ogier e o brasileiro Lucas di Grassi, campeão da Fórmula E em 2015/16. Competição off-road tem início em 2021

A Extreme E confirmou os 11 primeiros pilotos que participarão da temporada inaugural da categoria de SUVs elétricos, braço da Fórmula E, que terá início em 2021.
 
A lista de nomes inclui Sébastien Ogier, hexacampeão mundial de rali, Jamie Chadwick, campeã da temporada 2019 da W Series, André Lotterer, três vezes vencedor das 24 Horas de Le Mans, e Lucas di Grassi, campeão da temporada 2015-16 da Fórmula E.
 
Completam a lista Timmy e Kevin Hansen [pai e filho], Andreas Bakkerud, Timo Scheider, Katherine Legge, Mikaela Ahlin-Kottulinski e Sacha Prost.
Extreme E começa em 2021 (Foto: Divulgação/Extreme E)
"Revelamos o carro, nossa primeira sede de corrida, mas um bom campeonato precisa de pilotos talentosos para ter sucesso. Esta lista de pilotos, representados pelos melhores homens e mulheres de diversas modalidades de alto nível, ilustra a seriedade do Extreme E. É certamente mais um passo importante enquanto continuamos a desenvolver a categoria", declarou Alejandro Agag, fundador da Fórmula E e do Extreme E.
 
O carro do Extreme E, o ODYSSEY 21, foi revelado durante o Festival de Goodwood. A temporada terá início em fevereiro de 2021, na Groenlândia. 
 
A Extreme E tem proposta de "revolucionar o esporte a motor e o entretenimento com seus SUVs elétricos correndo ao redor de lugares remotos e ambientes que foram seriamente prejudicados nas mãos das mudanças climáticas ou interferência do humano, com objetivo de inspirar e conscientizar".
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube