Com papel decisivo na conquista de Piquet, Senna diz que curtiu batalha com Buemi e se alegra com melhor resultado na F-E

Bruno Senna teve um papel decisivo no título de Nelsinho Piquet, neste domingo (28), em Londres na F-E. Ao segurar Sébastien Buemi, o brasileiro garantiu a combinação de resultados que Piquet precisava para ficar com a taça

Ayrton Senna e Nelson Piquet nunca foram amigos, mas protagonizaram algumas das disputas mais acirradas de todos os tempos na F1, com destaque para a épica ultrapassagem do carioca sobre o rival na Hungria em 1986. Neste domingo, outro notório episódio envolvendo os dois sobrenomes famosos entrou para a história do automobilismo mundial e do primeiro campeonato de carros elétricos do planeta. Ao contrário do tio e do pai, respectivamente, Bruno Senna e Nelsinho Piquet são amigos e, na corrida 2 e decisiva da F-E, o segundo agora deve uma parte de seu título ao primeiro.

Senna acabou tendo um papel decisivo no caneco levantado por Piquet no Battersea Park, na prova derradeira, em Londres. Durante a parte final da corrida, depois do safety-car, o então candidato ao título Sébastien Buemi, que já havia rodado no início da prova, se viu atrás de Senna, lutando pelo quinto posto, que lhe garantiria a taça. Mas o sobrinho do tricampeão defendeu fortemente a posição até o fim, impedindo o avanço do suíço, com direito a toque e tudo.

Bruno Senna foi o quarto colocado (Foto: AP)

Não era mesmo dia de Buemi, que precisou se contentar com o sexto lugar, que se transformou em quinto por conta da punição dada a Stéphane Sarrazin no fim da prova. Mas nada mudou por causa disso. Piquet, com a oitava posição, que depois se tornaria a sétima, acabou ficando com o campeonato. E Senna ainda conquistou sua melhor colocação em um ano duro com a Mahindra, o quarto posto, também beneficiado por Sarrazin.

"Este foi o melhor resultado na temporada e também o melhor da equipe, por isso estou realmente muito feliz. Acho que conseguimos fechar a temporada em alta e fomos capazes de aproveitar todo o nosso potencial", afirmou Bruno depois da corrida.

"E eu curti muito a batalha com Buemi, foi legal, mas foi difícil também segurar a posição com as batidas atrás, mas às vezes as corridas são assim mesmo", completou o piloto, que, ainda assim, não se sentiu responsável pelo título do compatriota. 

"Mas não me sinto um pouco responsável pelo desfecho. Buemi estava atrás de mim porque rodou na saída dos boxes na volta da troca dos carros. Eu estava apenas brigando pela minha corrida. Não sabia que o Buemi precisava da minha posição. E mesmo que soubesse, não faria diferença", acrescentou Senna, entretanto. 

Senna termina o ano com a décima colocação e 40 pontos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube