Com volta dominante, Bird volta a colocar Virgin na frente no TL2 em Ad Diriyah

O segundo treino livre para a etapa saudita da Fórmula E não foi tão problemático quanto o primeiro e ainda apresentou disputas de espaço como se fosse uma corrida. No fim das contas, entretanto, o resultado teve a mesma equipe na frente, ainda que com outro piloto

Sem tantos problemas quanto a sessão de mais cedo, o segundo treino livre para o eP de Ad Diriyah da Fórmula E, na madrugada desta sexta-feira (22), terminou de novo com a Virgin na frente – já havia liderado o TL1 com Robin Frijns. Desta vez, entretanto, foi Sam Bird quem superou o resto do pelotão com volta após o cronômetro zerar: 1min14s353 e com sobras a melhor do dia. 
 
António Félix da Costa conseguiu a segunda colocação para a DS Techeetah, mas apenas 0s8 atrás. Edoardo Mortara deixou a Venturi em terceiro e foi seguido por Sébastien Buemi, da Nissan, ainda no mesmo segundo do líder. 
 
Oliver Rowland, Daniel Abt, Jérôme D'Ambrosio, Frijns, André Lotterer e Pascal Wehrlein fecharam o top-10 com sete equipes diferentes. Felipe Massa e Lucas Di Grassi terminaram, respectivamente, na 12ª e 13ª colocações. 
 
O treino foi marcado por disputas de posições em dados momentos que davam realmente a impressão de corrida. Massa e Lotterer tiveram disputa dessas, assim como Alexander Sims e o bicampeão Jean-Éric Vergne. Em outra parte, três carros (os dois da Nissan e a Mercedes de Nyck de Vries) chegaram a contornar a chicane lado a lado. 
 
O único problema mais sério foi James Calado encontrar Abt lento em parte de alta velocidade da pista, desviar e acabar colidindo contra o muro, o que causou dano na suspensão. Nada grave, contudo. 
 
O treino de classificação está marcado para as 5h (de Brasília), enquanto a corrida da sexta-feira larga às 9h.
Sam Bird e Robin Frijns (Foto: Virgin)

Confira como foi o TL2:

Após duas voltas e quase quatro minutos sob FCY – o motivo foi uma alteração na curva quatro – para começar a sessão, o TL2 foi liberado com cerca de 26min de bandeira verde para que os pilotos andassem. Os tempos altos naturalmente foram baixando violentamente. Oliver Rowland chegou à casa de 1min17s com menos de 22 minutos para o fim e pulou na liderança.
 
O piloto inglês foi rapidamente ganhando companhias: Nyck de Vries encostou, Stoffel Vandoorne passou e Felipe Massa chegou junto. O brasileiro encontrou um traçado pela parte de dentro de uma das curvas e mostrou muita velocidade. Na sequência, começou um jogo de gato e rato com o Porsche de André Lotterer. Momento movimentado após um TL1 bem calmo. 
 
O atual bicampeão também colocou uma volta rápida e baixou da casa de 1min17s: 1min16s975 para Jean-Éric Vergne. Enquanto isso, Brendon Hartley tinha enormes dificuldades para manter o Dragon #6 na pista e era chamado de volta aos boxes.
Massa continuava rápido e voltou para as primeiras colocações, assim como Lucas Di Grassi na frente dele. Estava conter as Virgin, contudo: Sam Bird primeiro, Robin Frijns depois. Com 10min para o fim, três carros empurrados por motor Audi ocupavam as três primeiras posições.
 
Nico Müller, rápido e ocupando o quarto posto no momento, triscou o muro de forma lateral com o carro da Dragon, mas a batida mais forte vinha logo em seguida e com outro novato. James Calado levava a Jaguar a boa volta, mas acabou encontrando Daniel Abt lento num pedaço complicado do traçado e, para sair da traseira da Audi, acertou o muro. Nada tão dramático, mas que acabava um treino promissor para o estreante, que voltava aos boxes com suspensão danificada. Abt foi colocado em investigação pelo acidente.
Dentro da marca dos 5min finais, nova corrida às voltas rápidas. Rowland se animou com modo ataque e potência de classificação para cravar 1min15s430. Lotterer andava forte também com a Porsche, enquanto Edoardo Mortara, por uma breve escapada, ficava fora da primeira colocação. Quem superaria Rowland? O companheiro de Nissan, Sébastien Buemi: 1min15s326.
 
Com todo mundo na pista – até Calado, que foi lançado rapidamente -, os dois últimos minutos foram de tráfego. Teve até três carros lado a lado na chicane, com a dupla da Nissan e De Vries. Mitch Evans passou logo atrás e foi passando pelos outros após o contorno da curva.
 
Mas a Venturi era rápida. Foi uma questão de Mortara acertar todos os trechos da volta para pular para a dianteira com 1min15s302. 
 
O fim do treino foi uma doideira. Tinha cara de corrida, com legítimas disputas por posição. Vergne chegou a triscar o muro após uma batalha roda a roda com Alexander Sims. 
 
Com o relógio zerado há algum tempo, Bird apareceu de novo e cravou 1min14s353 para novamente pôr a Virgn na liderança.

Fórmula E 2019/20, eP de Ad Diriyah, TL2:

1 S BIRD Virgin Audi 1:14.353   14
2 A FÉLIX DA COSTA DS Techeetah 1:15.147 +0.794 17
3 E MORTARA Venturi Mercedes 1:15.302 +0.949 16
4 S BUEMI Nissan 1:15.329 +0.976 18
5 O ROWLAND Nissan 1:15.430 +1.077 19
6 D ABT Audi 1:15.446 +1.093 15
7 J D'AMBROSIO Mahindra 1:15.578 +1.225 16
8 R FRIJNS Virgin Audi 1:15.824 +1.471 14
9 A LOTTERER Porsche 1:15.961 +1.608 17
10 P WEHRLEIN Mahindra 1:15.962 +1.609 19
11 J.E VERGNE DS Techeetah 1:16.019 +1.666 15
12 F MASSA Venturi Mercedes 1:16.166 +1.813 17
13 L DI GRASSI Audi 1:16.582 +2.229 17
14 A SIMS BMW 1:16.609 +2.256 13
15 M EVANS Jaguar 1:16.765 +2.412 15
16 M GÜNTHER BMW 1:16.871 +2.518 17
17 N MÜLLER Dragon Penske 1:16.919 +2.566 11
18 O TURVEY NIO 1:17.119 +2.766 14
19 S VANDOORNE Mercedes 1:17.340 +2.987 16
20 N JANI Porsche 1:17.474 +3.121 19
21 N DE VRIES Mercedes 1:17.998 +3.645 17
22 J CALADO Jaguar 1:19.843 +5.490 15
23 M QING HUA NIO 1:24.830 +9.528 5
24 B HARTLEY Dragon Penske 1:25.000 +9.698 2

 

Paddockast #42
QUEM É VOCÊ NO GP DO BRASIL?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube