FE

De entrada no mundo dos veículos elétricos, Harley-Davidson anuncia parceria com Virgin na Fórmula E

A Harley-Davidson está chegando para a Fórmula E. Vai ser como patrocinadora da Virgin num 2019 que ainda vai marcar a chegada da primeira moto elétrica da marca norte-americana no mercado

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
A Harley-Davidson, gigante marca das motos, está de entrada na Fórmula E. A companhia norte-americana anunciou nesta terça-feira (23) um acordo com a Virgin para se tornar patrocinadora da atual segunda colocada no Campeonato de Equipes do campeonato dos bólidos elétricos. 
 
O acordo foi descrito como multianual e acontece quando a Harley-Davidson acerta os últimos detalhes para lançar, ainda em 2019, sua primeira moto elétrica: a LiveWire. E já avisou que irá produzir outros modelos movidos por tecnologia EV.
 
Sylvain Filippi, diretor-esportivo da Virgin, comemorou o novo acordo. "Estamos encantados de dar as boas-vindas a uma marca tão icônica quanto a Harley-Davidson ao nosso grupo de patrocinadores. Assim como nós, a Harley-Davidson divide a paixão pelo desenvolvimento da tecnologia de vanguarda e a mobilidade sustentável. Juntos podemos ajudar a demonstrar efeito sobre duas e quatro rodas", avaliou.
 
Já o vice-presidente de planejamento e produtos da Harley-Davidson, Marc McAllister, exaltou a importância da mobilidade elétrica para um futuro que já chegou. 
Sam Bird (Foto: Virgin)
"Os veículos elétricos estão na vanguarda das conversas de mobilidade mundialmente falando e esse futuro está acontecendo agora. Estamos muito emocionados de nos associarmos à Virgin, uma das principais propulsoras da Fórmula E, a expressão máxima do automobilismo elétrico", argumentou.
 
"A paixão, o profissionalismo e o compromisso da equipe com os veículos elétricos coincide com o nosso e será incrivelmente emocionante trabalhar com eles", finalizou.
 
A Virgin é uma das sete equipes que já venceram nesta temporada: em Santiago, com Sam Bird.