carregando
FE

Evans aproveita pole e vence corrida inaugural da eTrophy. Com ultrapassagem decisiva, Jimenez é 2º

Simon Evans é o primeiro vencedor de corrida da história da eTrophy. O neozelandês segurou a ponta depois de largar por lá e foi para a vitória mesmo com Bryan Sellers e Sérgio Jimenez na cola. Jimenez, no fim da prova, tomou a segunda colocação com bela ultrapassagem

Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
Carros grandes para pista pequena. A corrida inaugural da Jaguar eTrophy teve bastante toque, pouca ultrapassagem e quase nenhum espaço. Houve apenas uma mudança de posição entre os quatro primeiros colocados. Nenhuma na liderança, o que coloca Simon Evans e o Time Ásia Nova Zelândia como o primeiro vencedor da história. 
 
A segunda colocação ficou com Sérgio Jimenez, que se aproximou de Bryan Sellers de forma ameaçadora após tentar a corrida inteira. Na penúltima volta, enfim, ele mergulhou para fazer uma ultrapassagem e conseguiu.
 
Sellers só tentou atacar Evans de verdade na largada. Muito pouco para quem esteve tão perto por toda a corrida. No fim, foi Jimenez quem trouxe o castigo dele. 
 
Cacá Bueno, que até foi para cima de Jimenez na largada, ficou mesmo em quarto, mas com condições mais complicadas. O #0 foi abalroado por Stefan Rzadzisnki no começo e acabou tendo que se apegar ao posto quando Alice Powell se aproximou.
 
Powell e Katherine Legge, quinta e sexta colocadas, foram as campeãs de ultrapassagens: fizeram duas. 
Simon Evans (Foto: Jaguar)
Confira como foi a corrida:
 
Apesar de tudo de estranho que aconteceu no dia em Ad Diriyah, a corrida da eTrophy começou na hora planejada: 7h50. Bryan Sellers tentou partir para cima do líder Simon Evans na largada, mas o neozelandês defendeu bem. Logo atrás, Cacá Bueno também atacou Sérgio Jimenez - e os dois até deram um leve toque -, as as posições não mudaram. Quem arriscou mais na largada foi Stefan Rzadzisnki, que tentou por fora e acabou quase perdendo a quinta colocação que tinha.
 
Se estava complicado fazer ultrapassagens, Alice Powell, a pilota convidada pela categoria para a prova, mostrava o caminho. Primeiro, deixou para trás Bandar Alesayi e logo aproveitou o erro de Rzadzisnki para ultrapassá-lo também.
 
O erro de Rzadzisnki, aliás, foi um toque grosseiro que quase mandou Cacá para o muro - algo que deixou o pentacampeão da Stock Car visivelmente nervoso e fazendo gestos dentro do carro. Mas foi o canadense quem se deu pior, porque foi ficando para trás de Alesayi e Katherine Legge - embora Cacá tenha perdido ritmo por duas voltas.
 
Legge também apareceu bem. Rápida desde o começo, ultrapassou Rzadzisnki e Alesayi para assumir o sexto posto. 
 
Os três primeiros colocados apareciam bastante colocados após 20 minutos, mas faltava um ponto de ultrapassagem. Jimenez tinha a volta mais rápida da corrida, mas seguia o terceiro colocado de um trio separado por menos de 1s.
 
Haveria um mergulho? Sim! Jimenez, na penúltima volta, deu o bote que estava faltando na disputa das três primeiras colocações e executou uma bela ultrapassagem para cima de Sellers.
 
Vitória para Evans, com Jimenez em segundo e Sellers em terceiro.