Fórmula E adia eP de Berlim e suspende temporada “pelo menos até fim de junho”

A categoria dos carros elétricos emitiu um comunicado à imprensa no qual informa que o status da temporada segue sendo de “bandeira vermelha”, com uma mudança para “bandeira amarela” em julho, com a oportunidade de sediar eventos ou reagendar corridas caso a situação do coronavírus se estabilize

A última corrida realizada pela Fórmula E, o eP de Marrakech, aconteceu em 29 de fevereiro. Desde então, a pandemia do novo coronavírus forçou a categoria dos carros elétricos a adiar, ainda sem previsão de novas datas, as etapas de Sanya, Roma, Paris, Seul e Jacarta. Assim, a próxima corrida seria o eP de Berlim, marcado para 21 de junho. Mas a etapa alemã do calendário de 2019/20 também foi suspensa, uma vez que a organização do campeonato liderado por Alejandro Agag suspendeu toda a temporada até o fim do sexto mês.
 
“Com medidas estritas de contenção continuando a ser implementadas globalmente pelos governos para limitar a propagação da pandemia do coronavírus, a Fórmula E, em conjunto com a FIA, decidiram estender a suspensão da temporada pelo menos até o fim de junho”, informou a categoria em comunicado emitido nesta tarde de quinta-feira (16).
 
A Alemanha é um dos países europeus com mais casos positivos de Covid-19. Até o momento, de acordo com os números divulgados pela Universidade Johns Hopkins, são mais de 135 mil infectados e 3.850 mortos.
O eP de Berlim é mais uma etapa da temporada suspensa em razão da pandemia do coronavírus (Foto: BMW)
Com a suspensão do eP de Berlim, as próximas etapas do calendário são, pela ordem: eP de Nova York, em 11 de julho, e a rodada dupla de Londres, entre 25 e 26 do mesmo mês. EUA e Reino Unido são países que sofrem os impactos da pandemia. Já são mais de 640 mil casos registrados nos Estados Unidos, com 10.899 mortes apenas em Nova York, epicentro da pandemia no país. No Reino Unido, há um total de mais de 104 mil casos positivos e 13.729 vítimas fatais.
 
“A Fórmula E e a FIA seguem usando seu sistema baseado em bandeiras para determinar o status de cada corrida. Uma bandeira vermelha representa que não haverá corridas, uma bandeira amarela indicando uma janela de tempo para potencialmente reiniciar as corridas e uma bandeira verde indicando que estamos prontos para correr novamente”, diz a nota, prevendo uma possibilidade maior de a temporada ser retomada em julho.
 
“Agora podemos confirmar que as bandeiras vermelhas foram aplicadas aos meses de maio e junho, o que significa que o eP de Berlim não pode mais acontecer como originalmente planejado, em 21 de junho”, informa a categoria.
 
“Julho tornou-se um mês de bandeira amarela, com a oportunidade de sediar eventos ou reagendar corridas que permanecem abertas caso a situação do coronavírus se estabilize”, acrescentou a nota.
 
A Fórmula E reitera a intenção de Alejandro Agag de fazer com que o campeonato tenha seu desfecho, mas lembrou que, no momento, a meta está além do esporte. “Nosso objetivo é retornar às corridas o mais rápido possível, mas nossa prioridade, em todas as tomadas de decisão, deve ser a saúde e a segurança da nossa equipe, de toda a comunidade, montadoras, parceiros, pilotos e fãs da Fórmula E, além dos cidadãos e residentes das cidades em que corremos”.
 
Por fim, a Fórmula E fala até mesmo em realizar corridas em circuitos fechados, diferente da característica da categoria dos carros elétricos, que é a de promover seus ePs em pistas de rua. 
 
“Estamos avaliando todas as opções disponíveis para terminar a temporada com o maior número possível de corridas. Esse planejamento de contingência continua a explorar corridas com portões fechados, usando instalações de pistas permanentes, introdução de rodadas duplas e ampliando a temporada além da data final original”, finalizou.

COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 

☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora