FE

Frijns coloca Virgin na liderança do TL1 em Marrakech. Piquet se irrita, chama Massa de “amador” e é 7º

O primeiro treino livre para o eP de Marrakech terminou com apenas três pilotos na casa de 1min17s: dois deles da Virgin. Robin Frijns liderou, enquanto Sam Bird foi o terceiro - António Félix da Costa colocou a BMW entre eles. Nelsinho Piquet foi o melhor do trio brasileiro, fechando em sétimo e bravo com Felipe Massa, a quem chamou de “amador”
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
Numa Marrakech onde o sol demora bastante a sair, o primeiro treino livre para a segunda etapa da temporada 2018/19 da Fórmula E terminou com uma participação impressionante da Virgin. Robin Frijns foi o mais rápido, com o tempo de 1min17s808. Sam Bird, o companheiro de Frijns, foi o terceiro. Apenas eles dois e António Félix da Costa, segundo colocado, conseguiram se manter na casa de 1min17s.
 
Na realidade, Frijns e Bird lideraram, nessa ordem, durante boa parte do treino e acabaram deixados para trás primeiro por Nelsinho Piquet e depois por Da Costa na acelerada dentro dos últimos 15 minutos. Mas Frijns voltou para o topo na reta final da sessão.
 
O quarto lugar ficou para Oliver Rowland, com Oliver Turvey, Mitch Evans, Piquet, Alexander Sims, Sébastien Buemi e Jean-Éric Vergne na sequência, fechando o top-10.
Robin Frijns (Foto: Virgin)
Felipe Massa foi o 16º colocado e Lucas Di Grassi fechou apenas na 20ª colocação. Lucas, aliás, apareceu ainda no começo do dia por conta de um toque com Da Costa, enquanto Massa chegou a tocar o muro numa volta rápida com Venturi. 

Houve ainda um momento importante entre Piquet e Massa. Perto do fim da sessão, Massa estava no meio da pista antes da última curva e fez o movimento para entrar no pit-lane, algo que obrigou Piquet a se esquivar. O piloto da Jaguar não gostou e, no rádio da equipe, chamou Massa de "amador". 
 
O segundo treino livre para o eP de Marrakech está marcado para as 7h15 (de Brasília).
Sábado de manhã em Marrakech (Foto: Reprodução/Twitter)
Confira como foi o TL1: 
 
Apesar do começo às 8h15 (horário local, 5h15 de Brasília), o céu de Marrakech ainda estava escuro quando o primeiro treino livre começou - e foi amanhecendo com o passar dos minutos iniciais. 
 
O primeiro piloto a pular na liderança após a rodada inicial de voltas foi Tom Dillmann, passa do por Jean-Éric Vergne pouco depois, enquanto ainda havia uma tentativa de entender como dominar o traçado dentro dos novos carros. Vergne cravou 1min20s8.
 
Sam Bird foi o primeiro a passar direto pela complicada curva sete, logo após o companheiro Robin Frijns quase fazer o mesmo. Bird precisou de um cavalo de pau na área de escape para retornar à pista. Em outro ponto da pista, Lucas Di Grassi e António Félix da Costa chegaram a se tocar numa disputa de espaço. 
 
Após 20 minutos de sessão, Frijns impressionou colocando a Virgin na liderança com 1min18s840 e mais de 1s de frente. Quem se juntou a ele pouco depois foi Bird, com 1min18s753. Ponta para os dois pilotos da Virgin, enquanto Daniel Abt, na casa do 1min19s, era o único outro abaixo de 1min20s.


Em volta rápida com a Venturi, Felipe Massa tocou o muro após uma traseirada no contorno de uma das curvas rápidas da pista marroquina. Apesar de nenhum grande estrago, precisou voltar para o pit-lane - Mitch Evans, pouco depois, fez algo bem parecido. Quem realmente causou bandeira amarela foi o estreante do dia, Pascal Wehrlein, que parou na pista com a Mahindra. Ao menos agora, o dia tinha sol.

Na corrida final por voltas rápidas, Nelsinho Piquet pulou para a liderança, mas Da Costa quebrou logo na sequência a barreira de 1min18s e partiu para 1min17s902. 
Nelsinho Piquet se irritou com Felipe Massa (Foto: Reprodução/Twitter)
O próximo a sair do traçado foi Tom Dillmann, que se deparou com Piquet em menor velocidade em outro tipo de volta e precisou frear demais. E Piquet ficaria nervoso logo depois. Não com Dillmann, mas com Massa. Felipe se aproximava da entrada do pit-lane para voltar aos boxes, mas ficou no meio da pista e Piquet precisou desviar. No rádio da Jaguar, perguntou se tinha visto o que aconteceu e chamou Massa de "amador".

Dentro dos últimos minutos, ainda havia tempo para Frijns anotar 1min17s808 e voltar à primeira posição, com a qual terminou. E os pilotos partiram para testar procedimentos de largada após o relógio zerar.

FE, eP de Marrakech, TL1, Final:

1 ROBIN FRIJNS HOL VIRGIN AUDI 1:17.808  
2 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR BMW 1:17.902 +0.094
3 SAM BIRD ING VIRGIN AUDI 1:17.918 +0.110
4 OLIVER ROWLAND TAI NISSAN 1:18.212 +0.404
5 OLIVER TURVEY ING NIO 1:18.285 +0.477
6 MITCH EVANS NZL JAGUAR 1:18.310 +0.502
7 NELSINHO PIQUET BRA JAGUAR 1:18.431 +0.623
8 ALEXANDER SIMS ING BMW 1:18.504 +0.696
9 SÉBASTIEN BUEMI SUI NISSAN 1:18.506 +0.698
10 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA TECHEETAH DS 1:18.633 +0.825
11 STOFFEL VANDOORNE BEL HWA VENTURI 1:18.667 +0.859
12 GARY PAFFETT ING HWA VENTURI 1:18.830 +1.022
13 EDOARDO MORTARA ITA VENTURI 1:18.946 +1.138
14 JOSÉ MARÍA LÓPEZ ARG DRAGON PENSKE 1:19.022 +1.214
15 DANIEL ABT ALE AUDI 1:19.199 +1.391
16 FELIPE MASSA BRA VENTURI 1:19.497 +1.689
17 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL MAHINDRA 1:19.553 +1.745
18 TOM DILLMANN FRA NIO 1:19.604 +1.796
19 ANDRE LOTTERER ALE TECHEETAH DS 1:19.857 +2.049
20 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI 1:20.119 +2.311
21 MAXIMILIAN GÜNTHER AUT DRAGON PENSKE 1:20.201 +2.393
22 PASCAL WEHRLEIN ALE MAHINDRA 1:20.682 +2.874