Fundador da Fórmula E sugere fusão com a Fórmula 1: “Ainda acho que é o futuro”

Alejandro Agag voltou a sugerir a fusão entre Fórmula E e Fórmula 1. Para o fundador da categoria elétrica, a F1 precisa se preparar para mudanças com o fim dos motores à combustão

Fundador e presidente da Fórmula E, Alejandro Agag voltou a sugerir uma possível fusão com a Fórmula 1. Na opinião do mandatário, é questão de tempo para que a principal categoria do esporte a motor desista dos motores à combustão para apostar na eletricidade.

Em entrevista ao site australiano CarAdvice, Agag afirmou que Bernie Ecclestone, antigo dono da Fórmula 1, deveria ter feito a transição entre as duas categorias visando o futuro.

“Bernie deveria ter assumido o controle da Fórmula E, criar e controlar para decidir onde levar. A Fórmula E é muito diferente em termos de nível de prestígio e audiência comparado à F1, mas ainda acho que o futuro é uma fusão entre as duas. Não sei quando vai acontecer e se os acionistas vão querer”, comentou o espanhol Agag.

Stoffel Vandoorne e Nyck de Vries fizeram a dobradinha na prova mais recente da FE (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Alejandro também alertou que, caso a Fórmula 1 realmente tenha o desejo de se tornar elétrica, precisa da fusão com a Fórmula E, que tem a licença por mais 19 anos para ser a única categoria elétrica de monopostos sob a chancela da FIA.

“Mas eu acho que a Fórmula 1 precisa fazer a transição para ser elétrica, e se não fizer com a Fórmula E, só podem fazer em 19 anos, que é quando nossa licença termina, e é muito tarde. Temos os direitos por 25 anos, fizemos 6 e temos mais 19”, seguiu.

Agag também criticou a ideia do e-fuel, combustível feito sem petróleo que tem a intenção de salvar os motores à combustão. Para o criador da Fórmula E, a ideia é uma tentativa de não abrir a cabeça sobre o fim da combustão, cada vez mais próximo.

“Existem muitas conversar sobre o e-fuel, mas é uma invenção artificial para quem não consegue ver além da combustão. Não há como e-fuel ter algum sentido, exceto se você for determinado a não mudar. Eu também gosto de combustão, mas vai acabar”, concluiu Agag.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube