FE

GP às 10: Após início confuso, FE vai a Marrakech com duas obrigações: 'limpar' ações e se levar a sério

A Fórmula E vai para a segunda corrida da temporada 2018/19 já em cima do laço para fazer alguns reparos. Um deles é acertar os ponteiros do modo de ataque que assume um papel central nas corridas, mas o funcionamento é quase escondido. Outro é, claro, o festival de punições. É a opinião de Pedro Henrique Marum

Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
O eP de Ad Diriyah foi divertido, mas apresentou mais problemas que soluções para a Fórmula E. Os velhos problemas com punições misteriosas e o ainda bem mal administrado e pouco explicado modo de ataque. Como fazem parte do coração das corridas, essas duas questões precisam ser sanadas urgentemente, já em Marrakech, para que não vire uma várzea inapelável. O passo à frente só vai aparecer se a FE aparar suas arestas mais esquisitas.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.