FE

GP às 10: Motor da Audi mostra força em eP de Santiago de ode ao desrespeito generalizado da FE

A etapa da Fórmula E no Chile teve um calor de matar. E o motor da Audi se destacou nesse calor, com a equipe de fábrica e a Virgin rendendo forte. Lucas Di Grassi foi pole, mas acabou punido. E Sam Bird ganhou a corrida, tudo nas mãos da fábrica alemã. Mas o que chamou a atenção mesmo foi uma nova demonstração de falta de respeito vinda de uma organização que não se furta em alongar dias já enormes por si só. A FE ignora que o resto do mundo tem vida

Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
Depois de se ver atrás de rivais nas primeiras duas etapas da temporada, a Audi, com seu motor, enfim apareceu em Santiago. Foi dominante, aliás, no calor impressionante da capital chilena. Lucas Di Grassi fez a pole - depois retirada - e Sam Bird ganhou a corrida com ampla vantagem. Mas um velho traço voltou a aparecer: o desrespeito latente da categoria com quem trabalha nela e com quem acompanha. Mudar o líder do campeonato com uma punição expedida quatro horas depois da corrida terminar é uma atitude já bastante conhecida e repetida. Não há preocupação com outras pessoas.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO, sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.