FE
09/08/2018 22:00

GP às 10: Se FE não apresenta bom show, como diz Brawn, o que diria do GP de Mônaco?

Ross Brawn decepciona ao usar da velha prática retrógrada da F1 em diminuir outras categorias do mundo para tratar a Fórmula E como “juvenil” e “sem bom show”. Como então uma categoria tão tosca e cheia de arestas consegue tirar parceiros importantes e fábricas tradicionais do caminho da F1? Esportivamente, as duas pouco competem, e o despeito de Brawn não faz qualquer sentido
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Nico Rosberg (Foto: Reprodução/Twitter)
Na edição da noite desta quinta-feira (9) do GP às 10, Pedro Henrique Marum repercute a declaração do diretor-esportivo da F1, Ross Brawn, em tratar a Fórmula E como uma categoria juvenil e sem bom show. Homem escolhido pelo comando do Liberty Media, Brawn repete a tradição retrógrada da F1 em diminuir concorrentes de qualquer espécie e acreditar que o mundo gira no próprio umbigo. Se a FE é tão ruim, por que então tem 'roubado' antigas apoiadoras da F1, como Allianz e Hugo Boss, além de tantas fábricas de renome? Brawn, contratado para melhorar um show muitas vezes apático da F1, precisa fazer seu trabalho e evitar que novos GPs de Mônaco encham o calendário da F1 de soníferos barulhentos em vez de passar a vergonha de se meter na vida de quem tem tido sucesso.

O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO sempre às 10h (de Brasília), do dia e da noite. Veja aqui todas as edições do GP às 10.