FE

Hong Kong supera dúvidas, aumenta pista e chega a acordo para estar em calendário da temporada 2019/20

O eP de Hong Kong vai para sua quarta edição. Quase descartado durante alguns meses, a Fórmula E e os promotores chegaram a um acordo para manter a etapa por ao menos mais uma temporada. A informação do acerto é do site inglês 'E-Racing365'. O bate-bola asiático do mês de março de 2020, entretanto, ainda está indefinido. Embora Sanya siga favorita para permanecer, outras cidades apareceram como indicadas

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
O eP de Hong Kong vai continuar existindo. Após meses de enormes dúvidas quanto à permanência da etapa após três edições, agora há um acordo para que o contrato entre promotores e a Fórmula E seja renovado para a próxima temporada. Com mudanças, no entanto: a extensão da pista vai aumentar.
 
De acordo com o site inglês 'E-Racing365', o acordo já existe. O calendário para a temporada 2019/20 vai ser divulgado na próxima sexta-feira, 14 de junho, após a resposta da FIA durante reunião do Conselho Mundial. 
 
A maior parte das dúvidas esteve ligada, além do fim do contrato, aos projetos de revitalização realizados atualmente na área do porto e, além disso, ao fato de Hong Kong ter sido alijada do posto de abertura do campeonato, que a partir da atual temporada - e pelos próximos nove anos - acontece em Ad Diriyah na Arábia Saudita.
O eP de Hong Kong em 2019 (Foto: Virgin)
Com apenas 1,8km de extensão, a pista de Hong Kong é uma das menores do calendário e, por isso, também passará por uma ampliação de cerca de 400m. Apesar da pista do Harborfront passar por uma área militar, a Fórmula E resolveu preferiu mudar o traçado e permanecer na mesma região e encarar as dificuldades de alterações ao partir para um trecho completamente diferente, algo que chegou a ser avaliado tanto para o Distrito Cultural de Western Kowloon quanto para a Salisbury Road.
 
Com Hong Kong confirmada e o eP de Seul esperado apenas para maio, como um intruso no calendário europeu por motivos climáticos, resta a dúvida sobre qual será a etapa que vai fazer dobradinha na parte asiática do mês de março. Hong Kong é esperada para o dia 1º de março, enquanto Sanya - que recebeu a FE na atual temporada com contrato de somente um ano - segue favorita. Na realidade, o sonho de consumo da FE é Xangai, mas a opção parece inexistente ao menos por enquanto. 
 
Outra cidade chinesa concorrente é Xi'An, na província de Xaanxi, famosa pelo Mausoléu de Qin Shihuang e as esculturas do exército de Terracota. A questão com Xi'An é a mesma de Seul, entretanto: a temperatura média durante o mês de março é de apenas 12°C e com muitos dias de chuva. Chengdu, na província de Sichuan, também tem interesse.
 
Com o calendário a ser divulgado já na sexta-feira, é provável, porém, que a segunda etapa chinesa seja ainda colocada como de local 'a ser confirmado'.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.