FE

Lotterer tira pirulito da boca da Jaguar e conquista pole-position para eP de Roma. Massa é 11º

O treino de classificação para o eP de Roma começou em uma pista um tanto quanto fria e terminou na chuva. Na Superpole formada sem pilotos postulantes ao título, ao menos até agora, a posição de honra acabou ficando com André Lotterer para a surpresa de uma Jaguar que já comemorava

Grande Prêmio / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
A chuva prometida para este sábado (13) começou a aparecer num momento bastante específico do dia: o intervalo entre a primeira parte do treino classificatório e a Superpole, que define o pole-position e as posições dos seis primeiros colocados para o eP de Roma. Numa pista que existe apenas para a Fórmula E e sem jamais ter pego chuva por lá, os pilotos não tinham nenhuma ideia do que encontrariam como desafio. Em meio a um traçado escorregadio, quem levou a melhor foi André Lotterer, o pole na capital italiana.

Os tempos na Superpole melhoraram a cada piloto que entrava na pista. Foi, aliás, a primeira vez na história da FE que a ordem da fase de grupos foi replicada na disputa da pole. Mas foi dramático. Lotterer cometeu um erro um tanto quanto grosseiro no setor intermediário da pista, o que fez com que a Jaguar começasse a comemorar a pole de Mitch Evans. Errado. Lotterer voou no trecho final e cravou a pole por uma margem de 0s360. Nos boxes da Jaguar, um clima de vergonha generalizada de quem já estava pulando em grupo.
 
A Superpole foi, em geral, surpreendente. Além de uma Jaguar, duas Dragon e uma HWA entraram no corte. José María López, que quase não participou após bater forte no TL2, foi terceiro e teve Stoffel Vandoorne, Max Günther e Sébastien Buemi na sequência.
 
Entre os primeiros seis colocados do campeonato, aqueles que estão separados por míseros dez pontos, Edoardo Mortara conseguiu se colocar em sétimo e leva enorme vantagem para o resto. António Félix da Costa é 13º, Sam Bird é 14º, Lucas Di Grassi fica em 15º, Jean-Éric Vergne sai em 17º e Jérôme D'Ambrosio vai aparecer somente na 20ª colocação do grid de largada.
Andre Lotterer (Foto: DS Techeetah)
Robin Frijns, Alex Lynn e Pascal Wehrlein, em oitavo, nono e décimo, fecham o top-10. Felipe Massa sai em 11º. O azarado na sessão foi novamente Alexander Sims, que voltou a ter problemas no carro assim que abriu a volta. Sem completar qualquer giro, sai na última posição. 
 
Veja os horários da Fórmula E em Roma.

Confira como foi o treino de classificação:

Grupo 1 - António Félix da Costa, Jérôme D'Ambrosio, Jean-Éric Vergne, Sam Bird e Lucas Di Grassi
 
O grupo dos líderes demorou bastante a ir para a pista: todo mundo esperava que alguém saísse antes e começasse a melhorar as condições da pista. Bird foi primeiro e quase tocou o muro no meio da volta, mas conseguiu recuperar e ficar na casa de 1min30s8. Di Grassi e D'Ambrosio foram na sequência, mas ambos andaram pior que o inglês.
 
Vergne, mais rápido dos treinos livres, criou expectativa, mas decepcionou. Fez apenas o quarto tempo do grupo, melhor só que D'Ambrosio e já na casa de 1min31s. O melhor? Da Costa. O líder do campeonato também não impressionou, mas com 1min30s804 superou os rivais mais próximos. 
 
Grupo 2 - Edoardo Mortara, André Lotterer, Robin Frijns, Daniel Abt e Pascal Wehrlein
 
Saído na frente, Wehrlein começou o que seria uma tendência no segundo grupo e já passou mais veloz que Da Costa e, assim, foi para o topo da tabela com vantagem de 0s2. Mas por pouco, porque Mortara vinha na sequência e sobrou em relação a ele. 
 
Além dos dois, Frijns - que teve um tempo pior que Mortara e melhor que Wehrlein - também superou todos os líderes do campeonato. Mas o melhor foi Lotterer, quando todos esperavam um show do companheiro dele na DS Techeetah. Abt, por sua vez, errou na volta e acabou no nono lugar provisório.
Daniel Abt (Foto: Audi)
Grupo 3 - Mitch Evans, Oliver Rowland, Sébastien Buemi, Alexander Sims, Oliver Turvey e Felipe Massa
 
A dupla de pilotos da Nissan estava na pista quando Sims, na frente com a BMW, teve problemas e encostou na pista. É a segunda sessão classificatória seguida em que Sims tem problemas no carro. Sem tempo, o piloto alemão foi direto para a última colocação e causou a bandeira vermelha.
 
A interrupção causou uma questão: todos os pilotos do grupo, menos Sims, tiveram as voltas canceladas e receberam a oportunidade começar do início. Evans, que havia conseguido pular para o segundo lugar durante a vermelha, também precisou refazer. 
 
No recomeço, todos juntos para a pista. Massa perdeu tempo com uma relada no muro durante o setor intermediário, mas acabou um pouco à frente de Da Costa. Quem novamente arrepiou foi Evans, que uma etapa após a saída de Piquet, mostrou uma força ainda não vista da Jaguar em classificações. Buemi subiu para terceiro, mas Rowland, líder do TL1, ficou somente em oitavo. Turvey, sem força na NIO, foi para 14º.

Grupo 4 - Stoffel Vandoorne, José María López, Tom Dillmann, Gary Paffett, Alex Lynn e Max Günther
 
Se o ritmo de corrida tem sido péssimo, Vandoorne ao menos consegue fazer boas classificações. O primeiro andar o belga conseguiu entrar na zona de Superpole com o terceiro posto temporário. Ainda cairia, porque López foi para terceiro e recebeu a companhia de Günther, que está substituindo Felipe Nasr na etapa italiana.
 
Além dos três pilotos que passaram direto para a fase seguinte, Lynn ficou com o nono posto, enquanto Paffett foi para 16º e Dillmann ficou em 21º.

Desta forma, Lotterer, Evans, López, Vandoorne, Günther e Buemi foram para a Superpole. 
Stoffel Vandoorne (Foto: HWA)
SUPERPOLE
 
Buemi andou na pista, bem molhada em alguns trechos, como se estivesse patinando. O cuidado dele rendeu uma volta altíssima. Günther, assim como Buemi, errou na curva 13 durante a volta de preparação e também passou bem lento, mas melhor que o suíço. Já Vandoorne, encontrou aderência numa pista em melhores condições e passou 2s mais rápido. López e Evans seguiram a tendência e foram mudando o pole a cada volta rápida. Faltava Lotterer, que já chegava favorito. Até que errou e quase foi para a área de escape. A Jaguar entendeu que era fim de treino e começou a comemorar a pole de Mitch. Foi nesse clima de felicidade e amor no coração que Lotterer recuperou o tempo perdido, meteu 0s3 em Evans e cravou a primeira pole dele na Fórmula E.

FE, eP de Roma, Treino de Classificação, Final:

1 A LOTTERER DS Techeetah 1:32.123  
2 M EVANS Jaguar 1:32.483 +0.360
3 J.M LÓPEZ Dragon Penske 1:32.906 +0.783
4 S VANDOORNE HWA Venturi 1:33.233 +1.110
5 M GÜNTHER Dragon Penske 1:35.640 +3.517
6 S BUEMI Nissan 1:36.331 +4.208
7 E MORTARA Venturi 1:30.397  
8 R FRIJNS Audi 1:30.422  
9 A LYNN Jaguar 1:30.500  
10 P WEHRLEIN Mahindra 1:30.609  
11 F MASSA Venturi 1:30.623  
12 O ROWLAND Nissan 1:30.723  
13 A FÉLIX DA COSTA BMW 1:30.804  
14 S BIRD Virgin Audi 1:30.880  
15 L DI GRASSI Audi 1:30.977  
16 G PAFFETT HWA Venturi 1:30.980  
17 J.E VERGNE DS Techeetah 1:31.016  
18 D ABT Audi 1:31.043  
19 O TURVEY NIO 1:31.043  
20 J D'AMBROSIO Mahindra 1:31.192  
21 T DILLMANN NIO 1:31.220  
22 A SIMS BMW