Günther frustra Nissan, supera Rowland e vence eP de Tóquio. Sette Câmara é 10º

A Fórmula E finalmente realizou seu sonho de correr no Japão e Maximilian Günther ficou com a vitória no primeiro eP de Tóquio nas ruas da capital nipônica. Brasileiro Sérgio Sette Câmara pontuou pela segunda vez na temporada com a ERT

Depois de muito sonhar e batalhar, a Fórmula E finalmente fez a sua primeira corrida no Japão, justamente nas ruas da capital nipônica, na madrugada deste sábado (30). E no primeiro eP de Tóquio de sua história, a vitória ficou com o alemão Maximiliam Günther, que frustou o pole-position Oliver Rowland e a torcida local da Nissan para terminar na primeira colocação.

Jake Dennis, atual campeão da categoria, completou o pódio após uma boa disputa com os dois pilotos da Porsche, que terminaram logo atrás, com António Félix da Costa em quarto e Pascal Wehrlein em quinto.

Relacionadas


Edoardo Mortara parecia ter garantido os primeiros pontos da Mahindra na temporada com um sexto lugar, mas ficou sem energia na volta final e acabou sem desclassificado por usar mais energia do que o permitido. Com isso, Nico Müller pulou para o sexto posto com a Abt Cupra, em um ótimo resultado para a equipe cliente da montadora indiana.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Sérgio Sette Câmara foi o nono colocado em Tóquio (Foto: Fórmula E)

Nick Cassidy fez uma grande corrida de recuperação após largar em 19º e terminou em sétimo, seguido por Robin Frijns. O brasileiro Sérgio Sette Câmara se aproveitou da boa posição de largada para pontuar pela segunda vez em 2024 com outro nono lugar e Sacha Fenestraz completou o top-10.

Lucas Di Grassi acabou abandonando a corrida após se envolver em um incidente com Nyck De Vries e segue sem pontuar na atual temporada.

A Fórmula E agora parte para sua segunda rodada dupla de 2024 em Misano, entre os dias 12 a 14 de abril. O GRANDE PRÊMIO, emissora oficial da categoria no Brasil, transmite treinos livres, classificação e corrida AO VIVO COM IMAGENS no YouTube.

Saiba como foi o eP de Tóquio

Antes mesmo do início da corrida em Tóquio, tivemos mudanças nas posições no grid de largada. Mitch Evans, Jake Hughes, Sam Bird e Sébastien Buemi perderam todos três posições no grid após a direção de prova atestar que haviam atrapalhado outros carros durante a classificação horas antes.

E finalmente os carros partiram para a primeira corrida da história da Fórmula E no Japão. Edoardo Mortara largou bem e assumiu a segunda posição. Jake Dennis passou Sérgio Sette Câmara e pulou para o quarto lugar. Dennis tentou passar Günther logo em seguida mas ficou sem espaço na chicane das curvas 16, 17 e 18.

Na terceira volta foi a vez de Pascal Wehrlein superar Sette Câmara e assumir o quinto posto, enquanto Günther passava a pressionar Mortara em busca do segundo lugar. Na reta principal, Robin Frijns também colocou de lado e passou o piloto mineiro. António Félix da Costa observou bem e fez a mesma manobra pra cima do brasileiro na volta seguinte.

Hughes deu sequência ao fim de semana ruim ao bater na curva 15 após um mergulho de Lucas Di Grassi, mas pelo menos conseguiu tirar o carro da barreira e continuar na prova. Na frente, Rowland se mantinha na ponta, mas com todos os rivais próximos atrás poupando energia.

Oliver Rowland colocou a Nissan na pole em Tóquio (Foto: Fórmula E)

Na volta 9, Wehrlein foi o primeiro a acionar o modo ataque entre os ponteiros e conseguiu se manter à frente de seu companheiro de equipe na quinta posição. Mortara começou a perder terreno para o carro da Nissan na liderança. Os dois primeiros ativaram o modo ataque na 11ª volta. O suíço foi ultrapassado por Günther, que rapidamente se aproximou do líder.

Sette Câmara aproveitou e recuperou a sétima posição para cima de Frijns. Logo à frente, Dennis e Wehrlein travavam uma bela disputa interna entre carros de trem de força da Porsche. Duas voltas depois, Rowland ativou seu segundo e último modo ataque e passou a liderança para Günther.

O alemão mostrou que não queria andar de cara para o vento e também ativou a potência extra, caindo para terceiro. Mais atrás, seu companheiro de equipe, Jehan Daruvala, foi tocado por Jean-Éric Vergne, que acabou batendo de leve na barreira de proteção na primeira curva.

Günther fez uma bela manobra para cima de Mortara e recuperou o segundo posto. Com 15 voltas completadas, o top-10 tinha Rowland, Günther, Mortara, Dennis, Wehrlein, Da Costa, Frijns, Sette Câmara, Norman Nato e Evans.

Pascal Wehrlein (Foto: Fórmula E)

Da Costa começou a galgar posições com o modo ataque ativado e pulou para o quarto lugar após belo mergulho para cima de Dennis na curva 15. Wehrlein tentou seguir o companheiro de equipe, mas viu Dennis fechar a porta e danificar sua asa dianteira.

Quem teve problemas ainda mais graves com sua asa dianteira foi Evans. O então nono colocado se envolveu em toque com Frijns ao tentar passar Sette Câmara e caiu para o fundo do grid, num resultado melancólico para o neozelandês em sua centésima prova na Fórmula E. O carro de segurança foi chamado justamente por conta dos detritos na pista.

Nyck De Vries e Di Grassi foram para os boxes na volta 17 e acabaram abandonando a prova em Tóquio. Enquanto isso, o safety car seguia na pista para que os fiscais pudessem limpar o traçado. O top-10 do momento tera composto por Rowland, Günther, Mortara, Da Costa, Dennis, Nato, Frijns, Wehrlein, Sette Câmara e Nico Müller.

Ao fim da volta 22, o carro de segurança deixou a pista e a bandeira verde foi acionada. Dennis imediatamente ativou o modo ataque pela última vez, sem perder a quinta colocação. Duas voltas depois, Günther aproveitou o déficit de energia e ultrapassou Rowland. O alemão acelerou fundo para abrir vantagem e conseguiu ativar seu último modo ataque e se manter na liderança.

Edoardo Mortara fez uma grande corrida em Tóquio, mas acabou sendo desclassificado (Foto: Mahindra)

Com a pouca eficiência do trem de força da Mahindra, Mortara foi ficando para trás e caiu para a quinta posição ao ativar o segundo modo ataque, colocando Da Costa no pódio. A direção de prova adicionou duas voltas a mais por conta do safety car.

Com os últimos pilotos ativando o modo ataque que lhes restava, a disputa na pista voltou a aumentar. Frijns e Nato tocaram rodas e o piloto da Envision acabou levando a pior, perdendo posições e grande parte da asa dianteira.

Da Costa tentou uma manobra para cima de Rowland mas ficou sem espaço e ainda acabou perdendo o terceiro lugar para Dennis. O português reclamou muito no rádio da ação de Oliver ao jogá-lo na barreira de pneus na curva 15. Nato recebeu uma punição de 5 segundos pelo toque com Frijns.

A última volta viu uma tentativa final de Rowland de recuperar a vitória, mas Günther se posicionou bem e evitou os ataques do britânico para vencer a primeira prova da história da Fórmula E no Japão. Dennis completou o pódio, seguido pelas Porsches de Da Costa e Wehrlein. Mortara parecia ter garantido os primeiros pontos da Mahindra no ano com o sexto lugar, mas acabou sendo desclassificado por ter utilizado mais energia do que o permitido.

Com a punição de Nato e a exclusão de Mortara, Sette Câmara pulou para a nona posição, igualando o resultado no eP de Diriyah 2 e garantindo mais dois pontos na classificação. Quem também se beneficiou foi Cassidy, que fez uma corrida de recuperação quieta e tranquila, contendo danos e terminando em sétimo para manter a liderança na classificação geral da Fórmula E.

Após a prova, a Andretti recorreu da punição de Nato e conseguiu a absolvição do francês, que comprou não ter virado o volante para a esquerda no momento do toque com Frijns. Assim, o piloto voltou à sexta posição, empurrou Sette Câmara para décimo e fez Cassidy cair para oitavo. Com a alteração, Wehrlein deixou Tóquio oficialmente como líder do campeonato.

Fórmula E 2024, eP de Tóquio, 5ª Etapa, Resultado Final:

17M GÜNTHERMaserati35 voltas
222O ROWLANDNissan+ 0.755
31J DENNISAndretti+ 1.405
413A. F. DA COSTAPorsche+ 1.822
594P WEHRLEINPorsche+ 3.897
617N NATOAndretti+4.573
751N MÜLLERAbt Cupra+ 4.983
837N CASSIDYJaguar+ 5.542
94R FRIJNSEnvision+ 5.929
103S SETTE CÂMARAERT+ 6.504
1123S FENESTRAZNissan+ 7.016
1225J. E. VERGNEDS Penske+ 7.583
1316S BUEMIEnvision+ 8.467
145J HUGHESMcLaren+ 8.859
159M EVANSJaguar+ 9.316
162S VANDOORNEDS Penske+ 9.735
1718J DARUVALAMaserati+ 15.096
1833D TICKTUMERT+ 49.418
198S BIRDMcLaren+ 1 volta
2011L DI GRASSIAbt CupraNC
2121N DE VRIESMahindraNC
2248E MORTARAMahindraDSQ
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Formula E direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.