FE

No “melhor momento da carreira”, Jimenez diz que título do eTrophy “veio na constância”

O primeiro campeão da história do eTrophy, Sérgio Jimenez falou ao GRANDE PRÊMIO sobre a temporada como um todo e avaliou a dificuldade do campeonato e o traço mais importante da conquista: a constância. E reforçou que o título veio impulsionado pela recuperação de Hong Kong

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
O primeiro campeão do Jaguar I-Pace eTrophy, primeira categoria internacional de carros elétricos de turismo chancelada pela FIA, é Sérgio Jimenez. A conquista foi confirmada no último fim de semana e com uma corrida de antecedência, apenas na primeira prova na rodada dupla, quando Jimenez dominava. Ao GRANDE PRÊMIO, o piloto falou sobre a conquista.
 
Jimenez, que conquistou as duas poles e venceu as duas provas da decisão, considerou que o domínio do fim de semana fez com que os rivais se desestabilizassem. 
 
“Foi um fim de semana perfeito. Nas seis vezes em que fui para a pista, seis vezes fui o mais rápido. Fui pole, venci duas corridas. Cheguei aqui muito focado, mentalmente muito forte, e funcionou bem, a gente sabe o quanto isso é importante no automobilismo. Dominei de uma maneira que desestabilizou a todos e acho que isso ficou até mais fácil", afirmou. 
Sérgio Jimenez, campeão do eTrophy (Foto: José Mário Dias/ Jaguar Brazil Racing)
No fim das contas, Jimenez terminou com 28 pontos de vantagem para o vice-campeão, o companheiro de equipe Cacá Bueno. Apesar de chegar aos Estados Unidos como líder, Jimenez vencera uma das oito provas. Segundo ele, demonstração da disputa do campeonato.
 
"A temporada, no geral, foi muito disputada, e agora parece que foi tudo fácil, maravilhoso, mas não foi assim... Foi um ano bem atribulado, era tudo novo para todos, claro, pistas novas, todas de rua, o que dificulta muito e não permite erros porque, se você quer abusar um pouquinho, você tem o muro para te descontar. Então isso dificultou a todos, não só a mim", seguiu.
 
No fim das contas, Jimenez contou com três vitórias e nove pódios em dez corridas. O ponto da virada do campeonato para o piloto foi o eP de Hong Kong.
 
“O campeonato veio na minha constância. Num momento em que não estava rápido, não estava bem, o carro não funcionava, e aí conseguia tirar um pódio, marcar pontos importantes. Para mim, na minha opinião, a etapa que definiu que eu seria o campeão foi Hong Kong", avaliou.
 
"Tive um problema técnico na classificação, não classifiquei. Tive chance de largar na primeira fila, estava muito bem ali com o Cacá, e acabei largando em último. Modéstia à parte, fiz uma prova excelente e arranquei um pódio dali na última curva, e esses 11 pontos foram muito importantes para chegar com vantagem aqui na última etapa. A partir daquele momento, o pessoal viu que eu estava muito forte, que não estava para brincadeira”, falou.
A rodada dupla que encerrou a temporada em Nova York (Foto: Jérôme Cambier/Michelin)
“Fui um dos poucos que consegui fazer ultrapassagens na categoria, o que não é fácil, o carro é muito igual. Muito similar, grande, um carro que freia bem, então ficou apertado em pistas de rua, né? Claro que passa, mas é apertado” comentou.
 
Qual o balanço final do ano? “Cara, foi fantástico. Só tenho a agradecer, muito, muito... À ZEG [patrocinadora] e todos para quem levei o projeto e acreditaram nele. A gente conseguiu, com o Cacá, com a iCarros, com a Jaguar Brasil, com o Frédéric [Drouin], o presidente, fazer isso acontecer. Acho que foi um trabalho a quatro mãos e que deu um resultado que não poderia ter sido melhor: campeão e vice, vencendo mais corridas, fazendo mais poles.”
 
Para Jimenez, o título mostra o ponto alto da carreira.
 
“Agora é dar sequência. A gente tem muita coisa boa, muita coisa que vai vir, que vai acontecer, então vamos continuar trabalhando fortes, seguir o trabalho árduo de 25 anos de automobilismo, não saímos do nada. É a consagração esse título, que vem no melhor momento da minha carreira”, finalizou.
 
A segunda temporada do eTrophy começa no próximo mês de novembro, na Arábia Saudita.


Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.