De Vries aproveita acidentes de rivais e é campeão da Fórmula E. Nato vence em Berlim

Em questão de duas voltas, Mitch Evans, Edoardo Mortara e Jake Dennis bateram e abandonaram. Isso abriu caminho para um título inédito de Nyck de Vries na Fórmula E

Vitor Fazio analisa: quais pilotos da Fórmula 1 deveriam considerar uma ida para a Fórmula E?

A Fórmula E tem um novo campeão, e da forma mais dramática possível. Nyck de Vries, que parecia ter problemas sérios após uma classificação ruim, conseguiu pelo menos manter o carro inteiro neste domingo (15) em Berlim. Foi suficiente: em uma corrida de rivais batendo e abandonando, o holandês confirmou o título.

A vitória ficou com Norman Nato, que já não tinha mais chances de título. É a primeira vitória do francês na categoria, levando a melhor em disputa com Oliver Rowland. O terceiro lugar coube a Stoffel Vandoorne, fechando o pódio. A zona de pontos teve ainda André Lotterer, Alexander Sims, Pascal Wehrlein, Sam Bird, Nyck de Vries, René Rast e Tom Blomqvist.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Nyck de Vries é campeão (Foto: Fórmula E)

O resultado final da corrida é consequência do grande acidente da largada. Mitch Evans não conseguiu largar, se despedindo da briga pelo título. De quebra, Edoardo Mortara não conseguiu desviar da Jaguar estacionária e causou um acidente dos grandes. A bandeira vermelha foi necessária por aproximadamente 30 minutos.

A corrida recomeçou com Jake Dennis com grandes chances de ser campeão. Bastava apenas ganhar uma posição. Eis que o britânico perdeu controle ao tentar passar Buemi, batendo e abandonando. Depois disso, De Vries precisava apenas levar o carro até a linha de chegada, e assim o fez. O holandês se arriscou demais em brigas que pouco valiam, mas salvou o oitavo lugar.

Saiba como foi o eP de Berlim 2:

O céu de Berlim estava um pouco mais nublado, sem o sol brilhante de 24 horas antes. Ainda assim, não era problema: a última corrida de 2021 seria com pista seca e sem risco real de chuva.

Na largada, uma reviravolta inacreditável. Evans, favorito ao título por conta de um excelente treino classificatório, não conseguiu largar. O carro morreu no grid, virando um obstáculo para quem vinha atrás. Mortara encheu a traseira da Jaguar em um acidente dos grandes. Em um piscar de olhos, dois grandes candidatos ao título estavam eliminados. A bandeira vermelha foi acionada, dando aos fiscais de pista a calma necessária para limpar a bagunça.

MITCH EVANS; EDOARDO MORTARA; FÓRMULA E; BERLIM;
Inacreditável! Mitch Evans ficou com o carro parado no grid e foi acertado por Edoardo Mortara (Foto: Divulgação)

Depois de 30 minutos de paralisação, a direção de prova autorizou o recomeço da prova. Seria uma largada lançada, após uma única volta de safety-car.

Na relargada, outra surpresa das grandes: Dennis, a uma posição de liderar o campeonato, perdeu controle do carro e bateu. Parecia problema mecânico, mas não foi: ao tentar ultrapassar Buemi, o novato perdeu o ponto de freada em erro bobo, abandonando no ato. Após uma breve bandeira amarela, a prova recomeçou.

A corrida finalmente ganhava ritmo de corrida, e com a seguinte zona de pontos: Vandoorne, Rowland, Sims, Nato, Blomqvist, Lotterer, Buemi, Wehrlein, De Vries e Sette Câmara. De Vries estava confirmando o título.

Rowland colocava pressão sobre Vandoorne em uma briga de dois pilotos que já não tinham esperanças de título. Nato e Sims acionaram o modo ataque bem cedo, com o francês ganhando posição.

Jake Dennis errou logo no começo, quando estava empatado em pontos na liderança do campeonato (Foto: Reprodução)

Nato, aliás, voava. O piloto da Venturi também passou Rowland, que acionou o modo ataque uma volta depois. Vandoorne, que esperou demais, seguiu esperando e acabou perdendo a liderança.

Nato virava líder da corrida, e com Rowland em segundo. Sims era o terceiro, à frente de Vandoorne. De Vries subia para sétimo, mais do que suficiente para ser campeão. Depois de um começo frenético, a prova ficava mais calma.

De Vries, apesar da posição confortável na briga pelo título, não queria apenas manter posição. O holandês foi para cima e, com um uso eficiente do modo ataque, escalou para quarto. À frente até mesmo do companheiro Vandoorne, que passava a ser um valioso escudeiro.

Mais atrás, o campeonato perdia mais um candidato ao título. Tentando ultrapassar, Di Grassi prensou Da Costa contra o muro. O português estava fora de combate, e com um safety-car acionado faltando 13 minutos para o fim.

Norman Nato venceu o encerramento da temporada da Fórmula E (Foto: Venturi)

A relargada foi dada com a seguinte ordem: Nato, Rowland, Sims, De Vries, Lotterer, Vandoorne, Wehrlein, Blomqvist, Vergne e Buemi.

Rowland chegou muito perto de ultrapassar Nato na relargada, mas não conseguiu. Mais atrás, momentos de pânico: De Vries tentou ultrapassar Sims, mas só conseguiu perder tempo e arriscar danos ao carro. No fim dessa brincadeira, Nyck era sétimo.

A corrida seguia sem muita ação na briga pelas primeiras posições. Vandoorne virou o terceiro colocado, mas sem ritmo para alcançar os dois primeiros. Lá na frente, até mesmo Rowland tinha pouca ação contra Nato.

Fórmula E 2021, eP de Berlim, Tempelhof, Corrida 2, Resultado Final:

1N NATOVenturi Mercedes36 voltas 
2O ROWLANDNissan+2.270 
3S VANDOORNEMercedes+2.837 
4A LOTTERERPorsche+7.105 
5A SIMSMahindra+8.453 
6P WEHRLEINPorsche+8.847 
7S BIRDJaguar+10.473 
8N DE VRIESMercedes+11.108 
9R RASTAudi+12.189 
10T BLOMQVISTNIO+12.679 
11J.E VERGNEDS Techeetah+13.437 
12R FRIJNSVirgin Audi+13.748 
13A LYNNMahindra+14.366 
14S BUEMINissan+14.692 
15M GÜNTHERBMW+15.528 
16J ERIKSSONDragon Penske+15.940 
17N CASSIDYVirgin Audi+16.306 
18S. SETTE CÂMARADragon Penske+16.961 
19O TURVEYNIO+21.076 
20L DI GRASSIAudi+35.155 
21A.F DA COSTADS Techeetah NC
22J DENNISBMW NC
23E MORTARAVenturi Mercedes NC
24M EVANSJaguar NC
COMO SAÍDA DA AUDI DEIXA VAZIO NO GRID DA FÓRMULA E

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar