Sims assina com Mahindra e substitui D’Ambrosio na temporada 2020/21 da FE

Na Fórmula E desde a primeira temporada e com uma vitória, o britânico deixa a BMW após dois campeonatos. Com a saída de Pascal Wehrlein, o time indiano conta com dupla totalmente nova

Alexander Sims está de casa nova na Fórmula E. Nesta quarta-feira (19), a Mahindra anunciou a chegada do britânico para 2020/21 no lugar de Jerôme D’Ambrosio, que deixou o time após duas temporadas. Com a saída também de Pascal Wehrlein, conta com uma dupla totalmente nova.

O piloto de 32 anos está há dois campeonatos na categoria elétrica, sempre defendendo a BMW. Entretanto, teve resultados discretos, com dois pódios e uma vitória, terminando ambas as temporadas na 13ª colocação.

“Estou feliz em me juntar à Mahindra e continuar minha campanha na Fórmula E. É uma oportunidade animadora brigar por sólidos resultados. Promover sustentabilidade e mobilidade elétrica é importante para mim, e competir na Fórmula E fornece uma plataforma forte, inovadora e voltada para o futuro para promover a conscientização”, disse o piloto.

“Quero agradecer a BMW por todo o apoio nas duas últimas temporadas e desejar ao time o melhor no futuro. Foi uma grande curva de aprendizado a entrada na FE – é tão diferente e traz ótimos novos desafios. Estou animado para continuar a aprender e usar meu conhecimento para ajudar a equipe nas próximas temporadas”, concluiu.

Sims com o chefe da Mahindra (Foto: Fórmula E)

A equipe indiana está no grid da Fórmula E desde a primeira temporada. Ao longo dos anos, o time conseguiu oito pódios, sendo três vitórias. Entre os pilotos, já contou com nomes como Bruno Senna, Karun Chandhock, Nick Heidfeld, Felix Rosenqvist, entre outros. A melhor campanha foi a de 2017/18, quando terminou na quarta colocação.

D’Ambrosio está na categoria desde o início em 2014/15. Com passagens pela Dragon e Mahindra, conta com três triunfos e subiu nove vezes ao pódio. Seu ano de estreia foi quando conseguiu o melhor resultado na classificação final, terminando em quarto.

Wehrlein deixou a equipe no meio da temporada 2019/20, quando assinou com a Porsche para o próximo campeonato. Quem substituiu o alemão na rodada sêxtupla em Berlim foi o inglês Alex Lynn.

Chefe da esquadra indiana, Dilbagh Gill, afirmou que “estou muito feliz por receber Alexander. Estou extremamente animado por trabalhar com ele e pensar no que podemos alcançar juntos é motivador. Temos em Alexander um talento de corrida provado, mais alguém que representa o que a Mahindra defende como princípios pessoais. É um piloto inteligente, um cara legal e jogador de equipe”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube