Vandoorne voa e coloca Mercedes na pole do eP de Roma da Fórmula E. Di Grassi é 4º

A Fórmula E fez seu terceiro treino de classificação em 2021, agora em Roma, e teve briga até o último instante. No fim das contas, pole ficou com Stoffel Vandoorne

Jimmie Johnson “caçou” Tony Kanaan para achar o carro da Ganassi (Vídeo: Ganassi)

Com o cenário de Roma do plano de fundo, a Fórmula E tomou a pista atualizada da capital italiana para o treino de classificação deste sábado (10). Após treinos livres com menos tempo de pista que o desejado, os pilotos tiveram de encarar o tempo fechado da capital. A Superpole apresentou, como de costume, embate até a última volta lançada, mas quem se destacou e ficou com a pole-position foi Stoffel Vandoorne.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

O belga da Mercedes foi o quarto a andar e sobrou para cima dos três que tinham andado antes dele. Ainda havia desafio, contudo. André Lotterer foi rápido, mas perdeu a chance ao triscar o muro de leve e perder tempo. Sobra, então, Oliver Rowland. Após dois trechos mais rápidos, o inglês também tocou o muro e deixou a dianteira cair por terra.

Desta feita, Vandoorne divide a primeira fila com Lotterer. Rowland é o terceiro e terá Lucas Di Grassi a seu lado, após o piloto da Audi superar Jean-Éric Vergne e Maximilian Günther, outros dois membros da Superpole. As três primeiras filas apresentam uma sequência de marcas pesadas: Mercedes, Porsche, Nissan, Audi, DS Techeetah e BMW.

Ainda formam o top-10: Robin Frijns, Nyck de vries, Pascal Wehrlein e Sébastien Buemi. Sérgio Sette Câmara larga na 16ª posição, enquanto António Félix da Costa é o 18º colocado.

A largada para o eP de Roma está marcada para as 11h (de Brasília).

Lucas Di Grassi fica com a quarta colocação (Foto: Audi)

Confira como foi o treino de classificação:

Grupo 1 – Robin Frijns, Nyck de Vries, Sam Bird, Mitch Evans e António Félix da Costa

O sempre sofrido grupo dos líderes do campeonato sempre faz sofrer, mas sobretudo no começo da temporada, quando a localização na tabela ainda não está consolidada. Dentro dessa realidade, sofreu o atual campeão: Da Costa errou e passou longe de um tempo sequer mediano. Vai largar bem atrás.

Frijns foi o mais rápido do grupo, seguido por De Vries bem próximo. Bird ficou 0s3 atrás, enquanto Evans foi meio segundo mais lento.

Grupo 2 – Oliver Rowland, Pascal Wehrlein, Sérgio Sette Câmara, Nico Müller, René Rast e Oliver Turvey

Após o acidente do TL1, Turvey sequer tomou a pista para classificar – a NIO segue tentando recuperar o carro para a corrida. Já Rast nem deu volta rápida, sofrendo com a Audi em Roma.

Rowland, já veloz no primeiro treino, repetiu a dose e pulou para a dianteira por 0s5 de vantagem. Wehrlein foi o segundo mais rápido, pulando por quarto lugar geral. Sette Câmara ficou em sétimo e sem chances de Superpole.

Andre Lotterer sai na primeira fila (Foto: Fórmula E)

Grupo 3 – André Lotterer, Stoffel Vandoorne, Lucas Di Grassi, Jean-Éric Vergne, Alexander Sims, Jake Dennis

Embora ninguém tenha conseguido desbancar Rowland, o penúltimo grupo emendou quatro pilotos entre o segundo o quinto lugares. Lotterer ficou em segundo por 0s1 e, apesar de mais distantes, Vandoorne, Di Grassi e Vergne se posicionaram bem.

Impressionante para o francês, que sequer fez o TL2 após o acidente no fim do treino inicial. Sims e Dennis ficaram fora do top-10.

Grupo 4 – Maximilian Günther, Alex Lynn, Tom Blomqvist, Norman Nato, Edoardo Mortara e Nick Cassidy

Deste grupo, Günther, após liderar o TL2, conseguiu se esgueirar para começar a recuperar a temporada após o começo desastroso na Arábia Saudita.

Mas foi apenas ele, porque o restante ficou bem para trás. Lynn e Nato foram para o meio do pelotão, mas um erro de Mortara fez com que Cassidy nem abrisse volta rápida. Os dois dividem as últimas duas filas com Turvey e Rast.

Oliver Rowland bateu na última curva (Foto: Fórmula E)

Superpole – Rowland, Lotterer, Vandoorne, Di Grassi, Vergne e Günther

Na grande decisão, Günther não conseguiu impor qualquer ritmo e ficou para trás. Vergne e Di Grassi vieram na sequência, nessa ordem e, apesar de melhores, também não foram rápidos o bastante para a primeira fila a não ser que os trio que restava tivesse grandes problemas. Não foi o que aconteceu.

Vandoorne foi bem rápido e, com 1min38s484, colocou 0s4 em Di Grassi. Lotterer era o próximo, mas uma arrastada no muro logo no começo da volta lançada tirou as chances de pole. Mesmo assim, o alemão da Porsche foi rápido e colocou em segundo. Rowland veio com pinta de pole e tirando tempo nas duas primeiras parciais, mas um erro e uma pancada mais forte no muro nos metros finais custaram caro. O piloto da Nissan cruzou a linha com carro capenga, mas ainda conseguiu segurar um valioso terceiro lugar.

Fórmula E 2021, eP de Roma 1, Classificação:

1S VANDOORNEMercedes 1:38.484 
2A LOTTERERPorsche 1:38.651+0.167
3O ROWLANDNissan 1:38.889+0.405
4L DI GRASSIAudi 1:38.903+0.419
5J.E VERGNEDS Techeetah 1:38.947+0.463
6M GÜNTHERBMW 1:39.751+0.959
7R FRIJNSVirgin Audi 1:39.081+1.267
8N DE VRIESMercedes 1:39.162+0.597
9P WEHRLEINPorsche 1:39.241+0.678
10S BUEMINissan 1:39.348+0.757
11S BIRDJaguar 1:39.443+0.864
12M EVANSJaguar 1:39.654+1.170
13A LYNNMahindra 1:39.743+1.259
14N NATOVenturi Mercedes 1:39.762+1.278
15A SIMSMahindra 1:39.829+1.345
16S. SETTE CÂMARADragon Penske 1:39.943+1.459
17N MÜLLERDragon Penske 1:40.057+1.573
18A.F DA COSTADS Techeetah 1:40.079+1.595
19T BLOMQVISTNIO 1:40.120+1.636
20J DENNISBMW 1:40.456+1.972
21R RASTAudi 1:48.022+9.538
23E MORTARAVenturi Mercedes 1:52.081+13.597
23N CASSIDYVirgin Audi  
24O TURVEYNIO  

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube