Trocado por Calado, Lynn acerta retorno à Jaguar como piloto reserva até 2021

Alex Lynn teve a renovação contratual preterida e acabou fora do grid da Fórmula E, mas já está de volta à Jaguar para trabalhar no desenvolvimento do próximo trem de força do time inglês. Como reserva, o contrato dá liberdade para que ele deixe a Jaguar se receber oferta de titularidade em outra escuderia

Se há alguém que encontra o caminho de volta para a Fórmula E, esse alguém é Alex Lynn. O piloto inglês, que não encontrou vaga de titular para a temporada 2019/20, fechou com a Jaguar para ser piloto reserva e de testes durante o restante da jornada 2019/20 e toda a jornada 2020/21. O contrato, porém, deixa aberta a possibilidade dele partir para uma vaga de titularidade.
 
Lynn disputou mais da metade da última temporada pela própria Jaguar, escolhido como substituto de Nelsinho Piquet após a demissão do brasileiro. O inglês teve desempenho melhor: marcou 10 pontos contra apenas um de Piquet, levando em conta que Nelsinho fez seis corridas enquanto Alex participou de sete. Mitch Evans, porém, foi a grande figura do time.
 
Na realidade, Lynn foi um nome de interesse de Jaguar desde que a fábrica resolveu entrar na categoria: chegou a ser testado inicialmente, mas não foi escolhido para a temporada inaugural do time inglês. Chegou a ser reserva da Renault e fez duas corridas pela DS Virgin na temporada 2016/17, ganhando a vaga de titular na temporada seguinte. Em 2018/19, precisou esperar alguns meses até a chance aparecer. 
 
Mas a Jaguar queria um nome de F1 para ser companheiro de Evans em 2019/20, o que não conseguiu. Lynn esteve na briga para seguir titular, mas James Calado conseguiu convencer a chefia de que merecia a vaga. Lynn volta agora como reserva em contrato de duas temporadas e com liberdade para se mudar para qualquer equipe que precisar de um piloto titular no meio do ano. 
Alex Lynn (Foto: Jaguar)
"Correr é meu maior objetivo, e isso é algo que a Jaguar aprecia e entende. Ao passo que eu espero retornar à Jaguar [como titular] no futuro, eles me ajudaram muito quando garantiram que meu contrato permite aceitar um assento com outra equipe da Fórmula E caso eles não possam oferecer isso no futuro. É importante que inclua a possibilidade de aceitar uma vaga durante a atual temporada e também 2020/21", afirmou o piloto. 
 
"Mitch Evans e James Calado formam uma dupla que nos anima e serão amplamente auxiliados por Alex durante a temporada. Alex é não apenas um piloto talentoso e bem-sucedido, também tem experiência na Fórmula E e uma ótima relação com nossa equipe. Essa experiência será muito benéfica para nosso desenvolvimento. Vencer corridas é algo que se atinge apenas com trabalho duro e uma equipe talentosa ao seu redor. Trazer Alex de volta vai nos ajudar nisso", afirmou o chefe da Jaguar, James Barclay.
 
A Jaguar atualmente trabalha no desenvolvimento do trem de força que vai estrear na temporada 2020/21, que será utilizado na versão modificada do atual chassi da FE. Lynn será peça central neste trabalho da fábrica inglesa.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube