FE

Visser promete conversa com titulares da BMW para domar carro “muito diferente e complicado”

A holandesa Beitske Visser está escalada pela BMW para participar dos testes coletivos de Ad Diriyah. Com pouca experiência e contato com carros elétricos, Visser destaca que ainda está começando um período de aprendizagem. Mas deseja ser titular da categoria no futuro
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Beitske Visser (Foto: BMW)
Uma das nove pilotas confirmadas para participar dos testes pós-eP de Ad Diriyah, na próxima semana, Beitske Visser está sendo preparada pela BMW. Após algumas sessões no simulador já com que ela concluísse: o carro não é dos mais fáceis.
 
Visser, que passou a última temporada no Campeonato Europeu de GT4 - onde aliás venceu duas corridas -, pretende conversar bastante com os titulares António Félix da Costa e Alexander Sims durante os próximos dias, já na Arábia Saudita. O objetivo é pegar dicas de como domar o bólido e das informações que precisa entregar mais tarde.
 
"Fiz dois dias de simulador: é bem diferente ao que eu estou acostumada, especialmente no gerencimento da energia. Mas é bom que eu esteja na corrida [de Ad Diriyah] e possa aprender com António e Alexander, então vou estar bem preparada", apontou.
 
"Quanto mais eu guio, melhor fica, mas não tenho certeza ainda de qual será meu programa de testes. Estou ansiosa por fazer meu melhor e dar boas informações à equipe", seguiu.
Alexander Sims com o carro da BMW (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Não vai ser a primeira vez da holandesa de 23 anos em meio a uma atividade da BMW para a atual temporada. Visser esteve em testes privados realizados na Alemanha, onde se inteirou da situação do Gen2. Mesmo assim, para alguém que ainda está conhecendo o bólido, ela avisa, não esperem perfeição.
 
"Eu me juntei a um dos testes privados realizados durante o verão, quando Alexander e António estavam lá, então deu para perguntar algumas coisas e ajudou bastante", afirmou.
 
"É bem complicado, e acredito que seja normal cometer alguns erros de primeira viagem. É muito diferente e vai ser um enorme desafio", encerrou.
 
A pilota garantiu que tem interesse em ser titular de alguma equipe na FE no futuro e reiterou que fará parte da nova W Series, categoria exclusiva para as mulheres, ao lado da BMW.
Beitske Visser (Foto: BMW)
"Primeiro eu vou fazer esse teste e ver como estou, mas é uma metam minha entrar na categoria no futuro. Ainda estamos conversando com a BMW sobre as opções, mas eu vou fazer a W Series em janeiro. Preciso esperar para ver como andam as possibilidades de correr também em outras categorias", disse.
 
O teste está marcado para o domingo, 16 de dezembro.