Williams admite que confiabilidade pode virar problema, mas defende aumento de potência dos carros da F-E

Fabricante das baterias utilizadas nos carros da F-E, a Williams acredita que a decisão de aumentar a potência usada nas corridas para 170kw, por mais que arriscada, esteja correta

A F-E decretou o aumento da potência que os carros terão à disposição nas corridas em sua segunda temporada. Uma decisão que vai acarretar em falhas de confiabilidade, mas que é correta, de acordo com a Williams, fabricante das baterias usadas na categoria.

No campeonato de 2015/2016, a potência do modo de corrida será de 170kW. No primeiro ano, o limite era de 150kW, enquanto 200kW podiam ser usados nas sessões classificatórias. 

A F-E já fez testes na pista em Donington para a segunda temporada da categoria (Foto: F-E)

"Quando você tenta encontrar um limite entre confiabilidade, performance e o desenvolvimento de novas tecnologias, você sempre vai ter gente chegando com propostas diferentes e discordando da abordagem. Sim, há um risco nessa decisão", disse Gary Ekerold, gerente do programa elétrico da Williams em entrevista à 'Autosport'.

"Você precisa se perguntar: 'Fizemos um programa de testes com potência de 170kW tão detalhado quanto gostaríamos?'", indagou Ekerold, que admitiu: "Gostaríamos de ter tido mais tempo para ter certeza se essa potência vai permitir uma confiabilidade aceitável. Devido às limitações de testes durante a temporada e também a inabilidade de entrar na pista porque tínhamos que trabalhar nas baterias, isso não foi necessariamente possível."

De acordo com o engenheiro, vale a pena assumir o risco para tentar compreender melhor a tecnologia elétrica e desenvolê-la.

"Um argumento é que uma das propostas da F-E é testar essa tecnologia e tentar aprender a partir dela. Queremos entender que implicações forçar essa tecnologia vai ter. Se se mostrar um problema em algum momento do ano, vamos olhar e administrar a situação. Mas, colocando tudo na balança, acreditamos que 170kW era o caminho correto a seguir", finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube