F2

Bird assina com Russian Time para temporada 2013 e sela retorno à GP2 após um ano na World Series

Sam Bird assinou contrato com a novata Russian Time, sucessora da iSport, e vai disputar a temporada 2013 da GP2. Aos 26 anos, o britânico disputará seu terceiro ano na categoria. Restam quatro vagas para a definição do grid
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Robin Frijns na Russian Time (Foto: GP2)

Sam Bird está de volta à GP2. O britânico, de 26 anos, assinou contrato com a Russian Time, equipe sucessora da iSport, e voltará ao grid da categoria após um ano. Em 2012, Bird correu pela ISR na World Series by Renault e terminou a temporada em terceiro lugar, atrás de Robin Frijns e Jules Bianchi.

O piloto tem ligação com a Mercedes e já participou de testes com novatos nos últimos três anos, figurando nos boxes da escuderia alemã em algumas etapas do Mundial. Entretanto, a contratação de Lewis Hamilton praticamente minou as já parcas esperanças que Bird tinha de um dia fazer parte do time prateado.

Ele está de volta! Depois de um ano na World Series, Bird retorna à GP2 pela Russian Time (Foto: Facebook/World Series by Renault)

Bird fará sua terceira temporada na GP2. Em 2010, o britânico correu pela ART e terminou na quinta posição. Já no ano seguinte, Sam disputou o campeonato pela iSport, fazendo um ano apenas razoável com o sexto lugar na classificação geral. Em 2013, Bird volta a contar com a estrutura da iSport, mas com novo comando, agora sob a liderança de Igor Mazepa, que substituiu o ex-patrão Paul Jackson.

“Estou muito satisfeito por me unir à Russian Time para a temporada 2013 da GP2 e agradeço a todos os envolvidos, em particular a Igor Mazepa, por me escolher para esta oportunidade excepcional”, discursou Sam, em comunicado oficial emitido pela equipe russa. “Estou ansioso para trabalhar junto à equipe e ajuda-los a alcançar seus objetivos de lutar pelo título dos construtores”, complementou.

Sam terá Tom Dillmann como companheiro de equipe em 2013. Bird, entretanto, tem mais experiência do que o francês, que vai apenas para seu segundo ano e GP2. Na visão de Mazepa, a bagagem trazida por Bird, com outros anos de GP2 e o posto de reserva na Mercedes será de grande valia para o crescimento da mais nova equipe da categoria de acesso à F1.

“Acho que sua experiência e uma forte atitude vencedora é exatamente o que precisamos na Russian Time para completar nossa dupla de pilotos extremamente competitiva. Como equipe, gostaríamos de dar a Sam todo o apoio e expertise para ajuda-lo a alcançar o topo da classificação”, afirmou Mazepa. “Tenho certeza que, com a vinda de Sam para nossa equipe, vamos alcançar nosso objetivo, que é ambicioso, já que estamos mirando para o título de 2013.”

Com a definição de Bird pela Russian Time, restam quatro vagas em aberto: duas na Trident e outras duas na nova equipe Hilmer. Especula-se que o veteraníssimo italiano Luca Filippi esteja em busca de uma vaga para, pelo menos, correr a etapa de estreia da GP2 nesta temporada.

A temporada 2013 da GP2 começa neste fim de semana com a rodada dupla no circuito de Sepang, na Malásia, sendo uma das preliminares do GP de F1.