F2

Kral vence na Bélgica e Nasr fatura segundo lugar na última curva. Razia e Valsecchi batem

Josef Kral fez bela largada, pulou de quinto para primeiro e não foi ameaçado, rumando para sua primeira vitória na GP2. Felipe Nasr travou bom duelo com James Calado e conquistou o segundo lugar na última curva. Luiz Razia e Davide Valsecchi bateram e deixam a Bélgica empatados em 204 pontos
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 (Foto: GP2)

A largada acabou definindo os rumos da segunda bateria da GP2 em Spa-Francorchamps, neste domingo (2). Josef Kral, que largou em quinto, conquistou nada menos que quatro posições e pulou para a ponta, passando inclusive o pole Felipe Nasr. Mais à frente, um incidente envolvendo os dois principais postulantes ao título, Luiz Razia e Davide Valsecchi, acirrou ainda mais o campeonato, já que ambos ficaram sem pontos neste domingo e deixam a Bélgica empatados.

Depois de 18 voltas de puro domínio, Kral faturou a primeira vitória da carreira como piloto da GP2. Nasr conseguiu boa reação, travou intenso duelo com James Calado e conseguiu ultrapassar o britânico na última curva da última volta, garantindo seu melhor resultado na categoria. O piloto da Lotus completou o pódio em Spa-Francorchamps.

Marcus Ericsson foi o quarto colocado, seguido por Fabio Leimer e Stéphane Richelmi. Rio Haryanto cruzou a linha de chegada em sétimo, à frente de Stefano Coletti e Julián Leal, que largou ao lado de Nasr na primeira fila. Jolyon Palmer completou o top-10. Victor Guerin fez corrida discreta e foi apenas o 18º, enquanto Razia não teve condições de escalar o pelotão e ficou em 20º.

Josef Kral venceu neste domingo a segunda bateria da GP2 em Spa-Francorchamps (Foto: GP2)

Saiba como foi a segunda bateria da GP2 em Spa-Francorchamps

A largada da segunda bateria da GP2 em Spa-Francorchamps foi muito conturbada. Pole, Nasr não conseguiu a melhor tração e perdeu a liderança antes da primeira curva para um incrível Kral, que pulou de quinto para primeiro lugar, seguido por Calado, que também fez ótima largada e pulou de sétimo para segundo. Razia ainda conseguiu permanecer em uma boa posição e era o terceiro, seguido por Nasr.

Johnny Cecotto Jr. se posicionou por dentro da primeira curva, mas perdeu o controle do carro da Addax e bateu no carro de Max Chilton, que acabou sendo acertado por Nathanaël Berthon e Giedo van der Garde, que havia feito boa largada. Com exceção de Cecotto, todos conseguiram voltar à corrida. Pouco mais à frente, os líderes do campeonato também abandonaram a luta pela vitória.

Na subida da grande reta de Spa-Francorchamps, Razia buscava ultrapassar Calado para chegar à liderança da corrida. Mas o britânico da Lotus ‘fechou a porta’ e evitou a ultrapassagem do baiano, que perdeu o controle do carro, que acabou rodando em um ponto perigoso do circuito. Ao tentar retornar à pista, Razia foi acertado justamente por Valsecchi. Na base do sacrifício e na busca por um ponto crucial na luta pelo título, ambos seguiram na prova.

Companheiro de equipe do desastrado Cecotto na Addax, Kral conseguia imprimir bom ritmo e mantinha 1s1 de vantagem para Calado após sete voltas completadas. Nasr, em uma corrida sem erros, vinha em terceiro, seguido por Julián Lean e Stéphane Richelmi, que, na sequência, foi ultrapassado por Gutiérrez, que ainda tem chances matemáticas de título. Guerin era o 18º, quatro posições à frente de Razia.

Três voltas depois, Valsecchi desistiu da corrida e recolheu seu carro para os boxes da Dams. Contudo, faltando oito giros para o fim da prova, era improvável que Razia, 21º, somasse pontos importantes para o campeonato. E no confronto latino entre o colombiano Leal e o mexicano Gutiérrez, ambos se tocaram na curva 7 e foram para a brita. Esteban levou a pior e caiu de quinto para 17º, voltando bem à frente de Guerin.

Lá na frente, Kral seguia soberano na liderança e não era ameaçado em momento algum por Calado, que fazia corrida visando mais os pontos do que a vitória. Nasr seguia em terceiro, logo à frente de Ericsson, que venceu a corrida do último sábado em Spa. Fabio Leimer, Richelmi, Rio Haryanto, Jolyon Palmer, Stefano Coletti e Leal completavam o rol dos dez primeiros.

Nas últimas voltas, Calado perdeu muito rendimento e Nasr se aproximou, ficando em ótima condição para ultrapassar o britânico. No duelo que marcou o fim da prova, o jovem brasileiro da Dams buscou ganhar a posição até a última curva. E foi exatamente na última curva, de maneira incrível, que Nasr passou Calado e garantiu seu melhor resultado na GP2.

Kral também alcançou o melhor resultado da sua carreira. Ao cruzar a linha de chegada na frente, 5s1 de vantagem para Nasr, o tcheco da Addax faturou sua primeira vitória como piloto da GP2. Guerin fechou em 18º, enquanto Razia terminou a prova em 20º. Garantia de um fim de temporada incrível na definição do título entre o brasileiro e Valsecchi.

GP2, Spa-Francorchamps, corrida 2, final: