F2

Nasr tira peso das costas com primeira vitória na GP2: “Agora, sem isso na minha cabeça, quero mais”

Felipe Nasr já tinha batido na trave algumas vezes na GP2, e, neste domingo (11), finalmente tudo se encaixou para o brasileiro. O piloto passou cinco carros nas duas primeiras voltas e venceu pela primeira vez na categoria

Warm Up, de Barcelona / RENAN DO COUTO, de Barcelona
 A cobertura completa do GP da Espanha no GRANDE PRÊMIO
 As imagens exclusivas deste domingo da F1 em Barcelona
icone_TV  Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Diz o velho ditado do automobilismo que não se ganha uma corrida na primeira volta, mas se perde. Mas vira e mexe alguém prova que essa frase nem sempre é verdadeira. Foi o que fez Felipe Nasr ao saltar de sexto para segundo antes mesmo de chegar à curva 1 do Circuito da Catalunha, em Barcelona, e ultrapassar Tom Dillmann na segunda volta para assumir a liderança. Dali em diante, o brasileiro apenas guiou para a primeira vitória da carreira na GP2 em seu terceiro ano na categoria.

“A pista estava molhada. Sabia que, nas primeiras voltas, quem estivesse com a melhor aderência ia embora, e foi o que eu fiz. Passei os caras na primeira volta”, declarou Nasr ao GRANDE PRÊMIO logo após o término da prova deste domingo (11).

Apesar da água mencionada pelo piloto da Carlin, os carros largaram com pneus slicks. A chuva que caiu durante a noite sobre o circuito não foi forte o bastante para forçar alguém a usar os compostos para pista molhada.

Mas, mais importante do que o triunfo em si, é o peso que Nasr tira das costas. O piloto admitiu que agora será mais fácil pensar na sequência do campeonato.

“Todo piloto precisa de vitória. Para mim, é um algo a mais. E agora, sem isso na minha cabeça, eu quero mais. Quero mais que isso”, afirmou.
Amigos e familiares de Nasr presentes ao Circuito da Catalunha festejaram a vitória (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“Era importante vencer hoje, era importante vencer na categoria. Já vinha mostrando muita competência e simplesmente as coisas nunca encaixaram. E hoje eu mostrei que são detalhes, que se as coisas não dão certo, não depende só de mim, mas de outros fatores também”, continuou.

Nasr ressaltou que conseguiu, na corrida deste domingo, botar em prática tudo o que aprendeu e toda a experiência que ganhou nos últimos anos.

No pódio, mostrou-se emocionado. “Para mim, significou muita coisa. Não só a vitória, mas esses últimos anos foram de muito trabalho, muita coisa acontecendo, enfim, e a partir de hoje já passou tudo”, descreveu.

“Agora deu mais vontade ainda”, completou Nasr sobre a disputa pelo título da temporada 2014.

A classificação do campeonato da GP2 agora tem Jolyon Palmer – segundo nas duas corridas deste fim de semana – na liderança com 70 pontos. Julián Leal é o segundo com 48 e Nasr, que não teve um fim de semana tão positivo na abertura no Bahrein, subiu para terceiro com 42 pontos.

O campeonato terá prosseguimento daqui a duas semanas com a realização de uma rodada dupla no charmoso e acanhado circuito de rua de Monte Carlo.

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' o GP da Espanha, quinta etapa do Mundial de F1, com o repórter Renan do Couto e o fotógrafo Xavi Bonilla. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.