F2

Negrão renova com equipe Arden e assegura lugar no grid de 2015 para segunda temporada na GP2

O brasileiro André Negrão vai continuar disputando a GP2 no próximo ano com a equipe Arden. O anúncio da renovação foi feito nesta quarta-feira (19)
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Negrão renovou seu contrato com a equipe Arden e seguirá no time em 2015 (Foto: GP2 Media)
André Negrão vai continuar na GP2 em 2015. O piloto de 22 anos renovou com a equipe Arden e disputará a categoria que acompanha o calendário do Mundial de F1 pela segunda vez. Neste ano, ele está em 12º a uma rodada dupla do encerramento do campeonato.

Negrão aproveitou o anúncio para agradecer a Arden pelo trabalho realizado ao longo da atual temporada.

O piloto espera conseguir evoluir ao ponto de entrar na briga pelo título no ano que vem.

“Sou imensamente grato a tudo que a equipe tem feito por mim. Fui muito bem recebido, construímos uma excelente parceria, baseada na confiança e respeito mútuos. Estou muito feliz com este primeiro ano e tenho certeza que poderemos ir muito além, até lutando pelo título no próximo ano”, afirmou.
Negrão renovou seu contrato com a equipe Arden e seguirá no time em 2015 (Foto: GP2 Media)
“Nossa sintonia é muito boa. Junto com mudanças técnicas introduzidas na equipe, ela vem dando resultados. Após estes meses todos, o crescimento também veio porque o time passou a me entender melhor e vice-versa. As etapas mais recentes apenas provaram que temos todas as condições de acompanhar o ritmo do pessoal da frente”, completou.

Negrão pontuou nas últimas seis corridas após viver um primeiro semestre complicado ao procurar se adaptar. Nos três anos anteriores, ele havia disputado a World Series.

As corridas da GP2 neste fim de semana, em Abu Dhabi, estão marcadas para as 12h40 (de Brasília) de sábado e as 8h20 de domingo.
BOLÃO GRANDE PRÊMIO EUROBIKE
A DECISÃO DA F1 EM ABU DHABI


Participe do bolão da F1 GRANDE PRÊMIO EUROBIKE: dê seus palpites para o GP de Abu Dhabi deste fim de semana que define o campeão da temporada 2014. 

Será que Lewis Hamilton vai jogar pelo resultado e ser segundo colocado para ficar com o bicampeonato? E Nico Rosberg, vai para o tudo ou nada, vence e dá uma ajudinha para fazer com que Felipe Massa e companhia tentem superar o rival?
 

Não perca tempo e aposte já.
A 'TÁTICA VILLENEUVE'

Em meio à alegria da vitória e pela torcida que invadira a pista em Interlagos, Nico Rosberg não titubeou em chamar Felipe Massa de irmão camarada. Havia o interesse próprio: o resultado confirmava a necessidade de o alemão ter alguém que importune a vida de Lewis Hamilton para lhe tirar o segundo lugar em Abu Dhabi. Uma dobradinha como a do Brasil é o suficiente para que o inglês comemore seu segundo título.

Ironia da vida, Rosberg deve estar resmungando por a Mercedes ter feito um carro tão bom. A solução é ser o autor da situação que permita aos demais andar no ritmo de Hamilton. Que ele veja, então, o GP do Japão de 1997 e o que fez Jacques Villeneuve.


Leia a análise no GRANDE PRÊMIO.