F2

Quatro anos depois, Cecotto Jr. assina volta à Trident para disputa da temporada da GP2

Venezuelano regressa ao time italiano que defendeu até 2010 esperando ano melhor do que 2013
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Johnny Cecotto testa com a Toro Rosso (Foto: Toro Rosso/Getty Images)

A Trident anunciou hoje o retorno de Johnny Cecotto Jr. para a temporada 2014 da GP2. O germânico-venezuelano guiou pela esquadra italiana entre 2009 e 2010 , sem conseguir resultados expressivos. Cecotto estreou na categoria em 2009 pela David Price Racing, onde fez apenas três corridas. No mesmo ano, esteve no cockpit da Trident para a Série Asiática da GP2; antes de defender os italianos por oito das 10 etapas da temporada de 2010.
 
“Tenho de confessar que não posso esperar para começar a trabalhar com minha nova equipe! Depois da temporada passada, eu fiquei louco para voltar ao cockpit e dar meu máximo para consegui vitórias! Achei pessoas na Trident com quem eu tenho ótima relação e vejo grande competência. Meus novos engenheiros e mecânicos têm a mesma determinação que eu e o mesmo desejo de vencer, então, estou certo que faremos um grande trabalho. Vejos vocês na pista!”, disse Cecotto.
Johnny Cecotto Jr. foi confirmado como um dos pilotos da italiana Trident. (Foto: GP2)
Durante a temporada de 2012, o filho de Johnny Cecotto Sr. pilotou pela Barwa Addax, vencendo as etapas de Monaco e Hockenheim, e terminando a temporada da nona colocação. Mudou de casa em 2013, indo para a Arden, mas sem conseguir o mesmo êxito.
 
Cecotto Jr. vai guiar o carro #23. Seu companheiro ainda será anunciado pelo time italiano. Numa das vagas abertas na Arden, entra o brasileiro André Negrão. A temporada da GP2 começa em Sakhir, Bahrein, no fim de semana dos dias 5 e 6 de abril.