Em Interlagos, Rimbano vence pela primeira vez no Brasileiro de Turismo. Temporada tem empate triplo na liderança

A primeira vitória de Pietro Rimbano no Brasileiro de Turismo saiu. Na corrida 2 da categoria em Interlagos, o piloto da Cimed largou bem e deu uma sorte danada com a bandeira amarela, parando antes de Lukas Moraes e fugindo do ataque do rival da RR

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Pietro Rimbano desencantou no Brasileiro de Turismo. Neste domingo (11), o jovem piloto da Cimed largou bem, superou Gabriel Robe ainda no início da corrida e não saiu mais da ponta. Contando com a sorte ao parar antes de Lukas Moraes em bandeira amarela, Rimbano ainda se livrou das ameaças do rival, que fez corrida excepcional para sair de último para o pódio, em terceiro.

O segundo lugar ficou com Marcio Campos, que foi o outro piloto a parar na mesma hora que Rimbano. O gaúcho, que terminou em segundo lugar a corrida do último sábado, conquistou um resultado fundamental para o campeonato e embolou completamente a tabela de pontos. Agora, Campos, Robe e Edson Coelho — que venceu no sábado, mas sequer largou neste domingo por conta de quebra no câmbio — aparecem com 122 pontos. Cozzi tem 113 e Rimbano foi para 110.

Marco Cozzi venceu a disputa pelo quarto lugar com Dennis Dirani e Luca Milani, que fechou um bom fim de semana de estreia com o sexto lugar. Gustavo Myasava veio mais atrás, em sétimo. Guto Matiazzi foi oitavo, enquanto Raphael Reis chegou em nono. 

Confira como foi a corrida 2 do Brasileiro de Turismo:

Pietro Rimbano venceu a corrida 2 do Brasileiro de Turismo (Foto: Fábio Davini)

A largada do Brasileiro de Turismo aconteceu às 8h13 (em Brasília). Pole, Adibe Marques não saiu bem e logo caiu para o terceiro lugar, atrás do líder do campeonato Gabriel Robe e de seu companheiro de Cimed Pietro Rimbano. Edson Coelho, que venceu ontem, sequer largou com problemas no câmbio.

 
Marco Cozzi vinha na quarta colocação, puxando com ele o atual campeão da categoria Marcio Campos. Incrível era a saída de Lukas Moraes, que rapidamente foi de último para sétimo, logo atrás de Luca Milani. 
 
Enquanto Robe tentava fugir na frente e Adibe se segurava em terceiro, Moraes continuava crescendo na corrida e fazia linda ultrapassagem em cima de Milani na abertura da volta 3.
 
No início da quarta volta, Rimbano colou em Robe e começou a forçar para cima do líder. Mais para trás, Campos parecia preso pelo ritmo de Cozzi e já via Moraes crescendo no retrovisor.
 
A corrida fantástica de recuperação de Moraes seguia firme e o paulista não perdia tempo para tirar o gaúcho Campos da frente, assumindo o quinto posto. Abrindo a volta 6, Rimbano voltou a apertar Robe e conseguiu tomar o primeiro lugar com uma bela manobra.
 
No giro seguinte, Moraes também superava Cozzi, enquanto Milani ganhava a sexta colocação de Campos. Gustavo Frigotto, em oitavo, começava a se aproximar do grupo. Foi aí que a sorte sorriu muito para Moraes e companhia. Robe e Adibe se enroscaram, foram para o muro e trouxeram o carro de segurança para a pista.

Então, Rimbano foi aos boxes junto com Campos. Moraes e o restante pararam na sequência, já com a bandeira verde voltando.

Pouco depois das paradas, a roda traseira esquerda de Frigotto se soltou e, obviamente, o piloto perdeu o controle do carro e abandonou a disputa. Na frente, Rimbano e Campos tinham um caminhão de vantagem para o restante com a parada feita antes.

Rimbano tinha larga vantagem para Campos, enquanto Moraes também fugia bem em terceiro. A briga esquentava pelo quarto lugar, com Cozzi tentando segurar Dirani e Milani. O piloto da Cimed apenas controu a vantagem até o fim, assim como Campos. Moraes fechou a grande exibição em terceiro, seguido por Cozzi e Dirani.

PADDOCK GP #45 COMENTA FIM DE SEMANA COM F1, INDY, MOTOGP E WEC

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n<e.length;n++)if(child=e[n],e[n].id.substr(0,t.length)==t)return e[n];for(var c=0,n=1;nc&&(c=e[n].offsetWidth);return c>80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube