Multicampeã, Honda anuncia saída do Brasileiro de Marcas ao fim de 2016. Grid fica com quatro montadoras

A Honda optou por concentrar esforços “em ativações de marketing ligadas à F1”. Assim, quem levou a pior foi o programa no Brasileiro de Marcas, onde os japoneses levaram 11 títulos – cinco entre pilotos, quatro entre equipes, dois entre marcas

A temporada 2016 vai ser a última da Honda no Brasileiro de Marcas, um dos maiores campeonatos de turismo do Brasil. A marca japonesa anunciou a retirada do carro Civic nesta sexta-feira (18), encerrando um ciclo repleto de vitórias no certame.
 
A justificativa da montadora é o “foco de esforços em ativações de marketing ligadas à F1”, campeonato em que a Honda tenta recuperar as glórias do passado. Depois de um retorno horrendo com a McLaren, a dupla parece estar entrando nos trilhos.
A Honda abandona o Brasileiro de Marcas (Foto: Duda Bairros)
O que não faltou no Brasileiro de Marcas foi sucesso. Somando todas as disputas, a Honda levou 11 títulos – cinco entre pilotos, quatro entre equipes e dois entre marcas. Ricardo Maurício foi o grande nome da marca, sendo tricampeão consecutivo entre 2012 e 2014. Outro título veio em 2015, mas agora com Vitor Meira ao volante. Em 2016, Vicente Orige e Gustavo Martins eram os únicos representantes, através da equipe JLM.
 
O anúncio significa que o grid do Brasileiro de Marcas vai ter quatro montadoras em 2017 – Renault, Ford, Chevrolet e Toyota. Ainda não é certo se a queda no número de carros disponibilizados vai resultar em uma queda no número de competidores.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n<e.length;n++)if(child=e[n],e[n].id.substr(0,t.length)==t)return e[n];for(var c=0,n=1;nc&&(c=e[n].offsetWidth);return c>80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube