Na hora da cabeça quente, um piloto pode fazer qualquer coisa para se desestressar, procurar justiça ou só acertar contas. Algumas vezes isso acaba saindo da pista e parte para as ofensas, e em casos mais extremos, agressões

Gestos ofensivos, xingamentos e brigas são uma constante no mundo do esporte a motor. Até mesmo pensando nisso, para tentar manter a ordem entre seus competidores, o Mundial de Motovelocidade impôs uma regra que qualquer piloto que for desrespeitoso com outro deve pagar uma multa para “aprender a lição”.

Mas ao longo dos anos, as categorias colecionaram brigas, ofensas e até mesmo “quebra paus” entre seus competidores, que pouco se importariam com essa punição. Então, o GRANDE PREMIUM relembra as dez maiores – ou melhores, brigas dentro e fora das pistas:

 

10 – Danica Patrick x Dan Wheldon

 

Quem disse que mulher não pode ser piloto, e ainda que não pode ser durona, é porque nunca conheceu Danica Patrick.

Durante a etapa de Milwaukee, em 2007, Danica vinha na quinta colocação quando, na volta 88, acabou tocando o adversário na curva 1. Apesar da piloto ter salvado seu carro de chocar-se contra o muro, ela acabou terminando em oitavo, enquanto Dan foi o terceiro.

É claro que a situação seria resolvida após a corrida. A moça foi confrontar Wheldon, pegando em seu braço e dando um empurrão. Mais tarde, ele diria que ela não deveria se meter com ele, e que a reação era apenas resultado de muita pressão por ainda não ter vencido nenhuma corrida.

Danica não se intimidou com o tamanho de Wheldon (Danica não se intimidou pelo tamanho de Wheldon (Foto: Reprodução))

9 – Cale Yarborough x Donnie Allison

 

A Nascar é um celeiro de “cenas lamentáveis”, com sempre dois, ou até mesmo mais, pilotos saindo nos tapas, chutes e socos por algum lance que aconteceu dentro do traçado.

Uma das mais famosas da categoria é, sem dúvidas, o entrevero entre Cale Yarborough e Donnie Allison durante a Daytona 500 de 1979.

Aquela seria a primeira prova que passaria ao vivo na TV nos Estados Unidos. Na disputa pela liderança, Yarborough tentou ultrapassar o adversário, que acabou fechando a porta e resultando em um abandono duplo. A consequência, é claro, foi muita pancadaria.

Uma das brigas mais famosas da Nascar, após a Daytona 500 de 79 (Uma das brigas mais famosas da Nascar, na Daytona 500 (Foto: Reprodução))

8 – Brad Keselowski x Jeff Gordon

 

A briga após a etapa do Texas da Nascar, em 2014, rendeu uma multidão que se envolveu em socos, tapas e pontapés.

Os personagens principais foram Brad Keselowski e Jeff Gordon. Os pilotos acabaram se tocando na 335ª volta da disputa daquele dia, com o tetracampeão levando a pior e rodando. Após a corrida, ele foi tirar satisfações.

Tudo parecia bem até Kevin Harvick aparecer, empurrar Keselowski para o meio da roda e começar a confusão. Muitos golpes foram desferidos entre os competidores, que saíram sem qualquer punição do incidente.

A briga na Nascar foi generalizada (A Nascar nunca decepciona nas questões de brigas (Foto: Reprodução))

7 – Nelson Piquet Jr x Brian Scott

 

Filho de peixe, peixinho é. Se Nelson Piquet se envolveu em uma confusão fora das pistas, Nelsinho não seria diferente da figura paterna.

Piquet Jr e Brian Scott acabaram se envolvendo em um incidente durante a etapa de Richmond da Nationwide em 2013, que acabou resultando no abandono de ambos os competidores.

O brasileiro não deixaria o toque barato, indo tirar satisfações com o adversário. Sem paciência, o piloto chegou chutando Scott logo nos países baixos, mas sem muitos danos para ele.

Nelsinho Piquet puxou o pai na maneira em como resolve os problemas (Nelsinho Piquet puxou o pai na hora de ser cabeça quente (Foto: Reprodução))

6 – Jon Wes Townley x Spencer Gallagher

 

Este ano a Truck Series presenciou uma das brigas mais toscas da história da categoria, com dois pilotos rolando no chão após a corrida em Gateway.

Jon Wes Townley e Spencer Gallagher se envolveram em um acidente nas voltas finais da disputa daquela noite. É claro que, assim que a bandeira quadriculada tremulou no traçado, os competidores foram acertar as contas.

No entanto, o que parecia uma briga promissora mais virou uma palhaçada. Townley partiu para cima de Gallagher, e os competidores ficaram atracados apenas rolando no chão. Quando se levantaram, abraçados, apenas esperavam ataques alheios.

A briga entre Townley e Gallagher foi, no mínimo, engraçada (Townley e Gallagher protagonizaram uma verdadeira briga bizarra (Foto: Reprodução))

5 – Bryan Schouten x Scott Deroue

 

Dois compatriotas que acabaram esquecendo suas origens e partindo para a agressão física.

Na temporada 2014 da Moto3, no GP da Alemanha, o holandês Bryan Schouten acabou sofrendo um acidente após uma colisão com Scott Deroue, onde ambos os pilotos acabaram no chão.

Mas ao invés de ficar caído, Schouten logo se levantou e partiu para a briga com Deroue. Os dois chegaram a trocar alguns socos e tapas antes de serem separados por outros pilotos.

Schouten e Deroue resolveram acertar as contas na pista mesmo (Bryan Schouten conta Scott Deroue na Moto3 (Foto: Reprodução))

4 – Niklas Ajo x Romano Fenati

 

Romano Fenati não tem exatamente o comportamento mais calmo do Mundial de Motovelocidade, e em 2015 um descontrole dele deu uma prova disso.

Durante o warm-up para o GP da Argentina, o piloto da Team Sky VR46 acabou se envolvendo em uma confusão com Niklas Ajo e, além de chutar o piloto da RBA, ainda desligou a moto do adversário.

É claro que Fenati não saiu impune do episódio. O competidor acabou caindo para a última posição do grid de largada daquela corrida da Moto3, além de ser sancionado com três pontos de punição.

Fenati e seu temperamento explosivo (Fenati não perdoou o adversário (Foto: Reprodução))

3 – Raul Boesel x Chico Serra

 

Dois brasileiros já protagonizaram uma cena de grande discussão no ano de 1982, durante o GP do Canadá.

Ainda nos treinos livres, Chico Serra foi em direção de Raul Boesel no paddock para tirar satisfações com o adversário sobre uma manobra realizada em um dos ensaios daquela etapa.

Durante o bate-boca, sem muita paciência, Serra apontou o dedo no rosto de Boesel e em seguida deu um tapa no capacete do competidor. Ele, na mesma hora, acabou chutando Serra, o que só não resultou numa briga ainda maior, pois apartaram os compatriotas.

Os compatriotas esqueceram as raízes no momento de acertarem as contas

2 – Nelson Piquet x Eliseo Salazar

 

Talvez uma das mais famosas brigas da F1. Em 1982, durante o GP da Alemanha, Nelson Piquet liderava com folga a prova. Quando o brasileiro foi tentar ultrapassar Eliseo Salazar, viu o piloto impedir a investida, com um choque inevitável e abandono dos dois.

O titular da BMW daquela época, em um acesso de raiva, desceu de seu carro e foi em direção ao chileno, que também já havia deixado o carro. Foi quando Piquet começou a desferir socos e pontapés no adversário, que sequer reagiu.

Salazar, mesmo após a agressão, chegou a ir atrás do brasileiro, que retirou suas luvas com agressividade e as atirou no chão. O piloto então pensou duas vezes e achou melhor o competidor se acalmar.

Piquet ficou tão nervoso que logo partiu para a agressão

1 – Ayrton Senna x Michael Schumacher

 

Ayrton Senna chegou a se envolver em algumas discussões com Michael Schumacher na época que dividiam as pistas, e alguns dos episódios aconteceram em 1992.

Naquele ano os dois pilotos discutiram feio por duas vezes. A primeira havia sido no GP da França, quando o alemão bateu no carro do adversário e o tirou da prova.

Depois, na Alemanha, o entrevero aconteceu durante os treinos livres. Senna foi tirar satisfações com Schumacher, e eles apenas não saíram na porrada porque funcionários da McLaren e Benetton acabaram intervindo.

Senna e Schumacher tiveram algumas discussões em 1992 (Senna foi tirar satisfações com Schumacher (Foto: Reprodução))

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

SÃO PAULO E-PRIX 2023:
SINTA A ENERGIA DA FÓRMULA E

25 de março de 2023 CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA ACESSAR O SITE OFICIAL DE VENDAS E ATIVAR O SEU BENEFÍCIO EXCLUSIVO COM O CÓDIGO SAOPAULOVIP. Comprar Ingresso com desconto

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar