No GP do Brasil de 2008, Nicholas Sana decidiu que ia invadir o paddock de Interlagos logo após a corrida. E assim fez, com a promessa de que ganharia uma camisa como presente pelo feito

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramPinterestEmail

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;
//pagead2.googlesyndication.com/pagead/show_ads.js

Principal casa do automobilismo brasileiro, Interlagos vai receber pela 35ª vez na história o GP do Brasil de F1 no fim de semana dos dias 10 a 12 de novembro. Em sua história, o icônico circuito paulistano povoa o imaginário do fã do esporte a motor, que certamente tem na mente momentos marcantes em várias na categorias, seja na F1, na Stock Car, ou em tantos outros certames já disputados no traçado ao longo de mais de 70 anos de história.

Nesta quinta-feira (21), o GRANDE PREMIUM conta mais uma da série de histórias marcantes vividas pelo fã do automobilismo em Interlagos. As memórias que publicamos nesta semana são as de Nicholas Sana. O leitor e membro da Scuderia GP conta como foi a invasão sorrateira pelos meandres do autódromo após o GP do Brasil de 2008, no dia 2 de novembro daquele ano. Naquela oportunidade, a decisão do Campeonato Mundial. 

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"O meu momento mais marcante foi em 2008", contou Nicholas. "Foi minha primeira corrida de F1 e apostei com um rapaz que conheci lá que eu entraria nos boxes após a corrida. Ele duvidou de mim e disse que me daria uma camiseta da McLaren se eu levasse-o junto. Pois bem, acabou a corrida e pulamos a arquibancada e caímos na pista lateral", lembrou.

"Entrei por baixo dentro da cozinha do Paddock Club, que ficava no final dos boxes. Conseguimos entrar por lá e aproveitamos um pouco, depois pulamos por uma escada azul que ficava na parte de traz dos boxes e finalmente chegamos aos boxes. Lá era impossível chegar na Ferrari", lamentou.

Mas pelo menos eu tirei uma foto do pai do Massa…", lembrou. "Vi um [Robert] Kubica que estáva puto da vida. Vi o [Heiki] Kovalainen, o [Pedro] De La Rosa, um [Fernando] Alonso que me deu uma patada quando fui falar com ele – Fernando estava conversando com um amigo repórter espanhol careca, não lembro o nome", recordou.
 

(Felipe Massa liderou de ponta a ponta o GP do Brasil de 2008 (Foto: Ferrari) )

Felipe Massa comemorou a vitória após perder o título (Felipe Massa celebra vitória no GP do Brasil de 2008 (Foto: Ferrari) )

"Pois bem, tenho essa camiseta guardada ainda até hoje", encerrou.

O fim dessa história não tem o resultado na pista como coisa mais importante, é verdade, mas é bom lembrar que este GP do Brasil foi precisamente o que marcou o capítulo derradeiro na disputa entre Lewis Hamilton e Felipe Massa. Na ocasião, após chuva e uma longa prova, Massa venceu a corrida e estava sendo campeão da F1 até que Hamilton ultrapassou um Timo Glock que mal parava na pista no fim da volta final. E o campeonato acabou nas mãos de Hamilton.

O GP do Brasil deste ano acontece entre os dias 10, 11 e 12 de novembro e pode decidir o título da temporada 2017. Não perca esta grande corrida e adquira já seu ingresso.

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n<e.length;n++)if(child=e[n],e[n].id.substr(0,t.length)==t)return e[n];for(var c=0,n=1;nc&&(c=e[n].offsetWidth);return c>80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar