Sebastian Vettel vai se despedir da Fórmula 1, mas já escreveu seu nome na história da categoria. Sem dúvidas, entrou para o rol das lendas. E é por isso que, o GRANDE PREMIUM, colocou os grandes nomes do esporte lado a lado para enaltecer a grandeza do tetracampeão

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramPinterestEmail

Na última semana, Sebastian Vettel anunciou que vai deixar às pistas no fim da temporada. Uma despedida que abre uma ferida aberta nos corações do mais apaixonados pelo esporte a motor, mas que também deixa a expectativa sobre a Fórmula 1 do futuro.

Futuro esse que o alemão de 36 anos, de fato, vai ajudar a construir. Mesmo que não esteja num carro de corrida. E, há ainda um tempo para celebrar a presença do eterno #5 no grid, mas eis aqui no GRANDE PREMIUM uma singela homenagem a Sebastian, que escreveu seu nome na história. Do menino loiro sorridente de 15 anos atrás para a lenda que deixa hoje a maior categoria do automobilismo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A história das lendas

Eterno Juan Manuel Fangio (Foto: Reproduçã)

Lewis Hamilton, Michael Schumacher, Ayrton Senna, Juan Manuel Fangio, Alain Prost, Fernando Alonso… a lista pode ser longa, mas são alguns dos maiores pilotos de todos os tempos da Fórmula 1. Cada um com seu estilo, sua história, seu tempo, sua vitórias e excentricidade, fazem dos mais nostálgicos aos mais jovens deslumbrados admirarem a maior categoria do automobilismo.

Os dois primeiros são os maiores vencedores, em ‘eras’ e equipes diferentes. O brasileiro é um dos maiores ídolos de todos os tempos, que marcou rivalidade feroz com o francês Prost. O talentoso Alonso surpreendeu o mundo nos anos 2000. E Fangio dispensa apresentações: fez parte do nascimento e desenvolvimento da categoria.

Mas há um outro nome que entra com facilidade na lista, sem precisar de muito. Sebastian Vettel, piloto de Heppenheim, na Alemanha, também teve sua ‘era’ dominante. E tem números iguais, senão maiores que os citados acima. É só a prova de que é também uma lenda do esporte a motor.

Uma das lendas

A lenda Sebastian Vettel (Foto: Ben Stansall/AFP)

Em termos de título, está abaixo de Hamilton, Schumacher e Fangio. Está acima de Senna e Alonso. Está empatado com Prost. Ainda assim, seu jeito único de pilotagem quando chegou oficialmente à F1, em 2007, já indicava que o garoto alemão dos cabelos loiros poderia ser o protagonista de uma era importante da categoria. E foi.

Além de ainda carregar a marca de ser o mais jovem campeão da história (23 anos 4 meses e 11 dias), é também o mais jovem a fazer pole e vitória no mesmo fim de semana (21 anos e 73 dias, GP da Itália de 2008) e o mais jovem da história a fazer pole, vitória e volta mais rápida (21 anos e 353 dias, GP da Inglaterra de 2009). É, junto de Nigel Mansell em 1992, o piloto com mais vitórias partindo da pole num mesmo ano (nove, 2011). Vettel é o terceiro piloto com mais vitórias e voltas lideradas, o quarto com mais poles e o sétimo com mais corridas da história.

Uma carreira nada menos que gloriosa, de maneira inegável. Avesso às redes sociais, nos últimos anos, Vettel aumentou a maneira como tratava questões sociais, sempre nos circuitos, aproveitando a plataforma da F1. Neste período, defendeu questões climáticas e a defesa das abelhas, espécie que sofre ameaça global de extinção – algo que mudaria o ecossistema do planeta, já que são as responsáveis pela polinização -, pelos direitos da comunidade LGBTQIA+ e antiguerra após a invasão da Rússia na Ucrânia, além do antirracismo. Agora, terá mais tempo para tratar de outros assuntos.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar