Max Verstappen venceu seis de nove corridas em 2022 e já carrega uma vantagem gigantesca para os rivais. Lewis Hamilton, por sinal

FacebookTwitterLinkedInWhatsAppTelegramPinterestEmail

O GP do Canadá de 2022 não foi brilhante, espetacular ou algum clássico instantâneo, mas acabou sendo uma das provas acima da média na temporada da Fórmula 1. O retorno de Montreal ao calendário ficou marcado por mais uma vitória da Red Bull nas mãos de Max Verstappen, agora com os concorrentes ao título Charles Leclerc e Sergio Pérez ficando cada vez mais distantes.

Além do mais uma vez vencedor Verstappen, Lewis Hamilton foi destaque por voltar ao pódio depois de sete corridas. Guanyu Zhou teve seu melhor resultado na Fórmula 1 e até Lance Stroll recebe elogios aqui.

As notas do Ranking GP são dadas por Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum.

1) Max Verstappen – 9.5 – Max Verstappen não para de vencer, mas o GP do Canadá foi um dos mais impressionantes do holandês. Dominou o fim de semana todo, segurou Carlos Sainz na corrida, largou bem, fez uma pole absurda na chuva, enfim, uma aula de pilotagem do atual campeão do mundo. Nem metade do ano ainda e, sim, já está perto da taça.

2) Carlos Sainz – 8.5 – Foi uma das melhores provas de Sainz na F1 2022. O espanhol se manteve longe dos erros na corrida e teve ritmo muito bom. Faltou pouco, pouco mesmo para que batesse Verstappen. Só fica o registro para a classificação, era para ser primeira fila, né? De novo, errinho na última tentativa da pole.

3) Lewis Hamilton – 8.5 – Também uma das principais performances de Lewis em 2022. O heptacampeão fez boa classificação e teve corrida bastante segura para voltar ao pódio depois de oito etapas. Talvez esteja retomando a confiança, não em si mesmo, mas no carro que tem nas mãos.

4) George Russell – 8.0 – Superado por Hamilton apenas pela segunda vez em nove provas, Russell voltou a ter ótimo resultado e manteve o 100% de aproveitamento de provas terminadas no top-5. Arriscou tudo na classificação ao colocar pneus de pista seca com o traçado ainda meio molhado, mas se desse certo era pole, viu? Virou oitavo e teve de remar na corrida.

5) Charles Leclerc – 7.0 – A troca de motor prejudicou absurdamente o fim de semana de Leclerc, mas ficou aquela impressão de que dava para ter ido um pouquinho além do quinto lugar. Foi uma bela recuperação, claro, mas é o melhor carro e, no fim das contas, se espera muito do grande rival de Verstappen em 2022. Fez poucas ultrapassagens de pista, inclusive.

Charles Leclerc teve motor trocado pela Ferrari e largou no fundo do grid no Canadá (Foto: Ferrari)

6) Esteban Ocon – 7.5 – O francês faz uma bela temporada, hein? Um dos melhores da ‘F1 B’, Esteban está sempre lá para buscar o resultado. E ainda merece um elogio extra no Canadá: sacrificou a própria performance para ficar puxando Alonso no DRS, quando o companheiro passou a ter problemas no motor.

7) Valtteri Bottas – 7.5 – Não teve uma performance muito brilhante no fim de semana, mas acabou com bons pontos de novo. Deixar claro aqui que teve mais sorte que juízo, só parou uma vez e bem no safety-car, acabou escalando o pelotão do meio sem precisar se esforçar muito nas disputas.

8) Guanyu Zhou – 8.5 – O chinês encaixou a segunda boa corrida seguida, mas desta vez não teve problemas aleatórios ali. Bom resultado e merecia ficar na frente de Bottas, hein? Ao menos cravou o companheiro na classificação.

9) Fernando Alonso – 7.5 – Um sábado genial, uma segunda posição no grid que foi daquelas de cinema. A corrida foi bem mais ou menos, com estratégia de paradas sem sentido e aquele final infame. Claro, estava com problemas no motor, mas foi merecidamente punido por ficar dando zigue-zague na reta contra Bottas e reclamou sem motivo algum de ficar atrás de Ocon, que estava o ajudando, inclusive.

10) Lance Stroll – 8.0 – Um sábado genial, uma segunda posição no grid que foi daquelas de cinema. A corrida foi bem mais ou menos, com estratégia de paradas sem sentido e aquele final infame. Claro, estava com problemas no motor, mas foi merecidamente punido por ficar dando zigue-zague na reta contra Bottas e reclamou sem motivo algum de ficar atrás de Ocon, que estava o ajudando, inclusive.

Lance Stroll (Foto: Aston Martin)

11) Daniel Ricciardo – 4.5 – Foi bem em Baku, fez uma classificação decente no Canadá, mas a corrida… Aí a gente vai acabar falando as mesmas coisas de sempre, não adianta. Mas muito abaixo.

12) Sebastian Vettel – 6.5 – Fez uma corrida ok, mas acabou atrás de Stroll. Só que é justo a gente dizer que fez a classificação com um bizarro problema na pressão dos pneus, sem isso, poderia ter largado bem mais para frente, já que fez um TL3 impressionante na chuva.

13) Alexander Albon – 6.5 – Fora dos pontos, mas bem de novo para o carro que tem nas mãos. É bem complicado criticar Albon nessa Williams tão lenta.

14) Pierre Gasly – 5.5 – Mais uma vez, teve o fim de semana estragado pela AlphaTauri. Andou muito bem no TL3, mas, na classificação, em condições de pista parecidas, caiu no Q1. No rádio, a equipe informou que o carro estava com problemas, mais uma vez.

15) Lando Norris – 3.5 – Muito, muito, muito apagado o fim de semana todo. Ainda teve a McLaren coroando tudo com um pit-stop duplo patético, em que esqueceram que Norris existia. E deixaram os pneus longe…

Pierre Gasly também teve um dia para ser esquecido no Canadá (Foto: AlphaTauri)

16) Nicholas Latifi – 4.0 – Despedida da Fórmula 1, será? Não foi boa, nem mediana, foi ruim, como sempre. Pelo menos não bateu…

17) Kevin Magnussen – 3.5 – Jogou mais um fim de semana no lixo por precipitação. Pareceu repeteco da Espanha: larga em boa posição, bate em Hamilton e despenca. Aí fica complicado para a coitada da Haas.

NC) Yuki Tsunoda – 3.5 – Sofreu punição dura por trocar o motor e fazia uma bela corrida de recuperação, com sorte, mas também inteligência. Aí resolveu bater na saída dos boxes, cara.

NC) Mick Schumacher – 6.0 – Mick Schumacher talvez tenha tido seu fim de semana mais competente na F1. E mesmo assim a nota ficou mais ou menos, até porque a corrida não estava grandes coisas até sua Haas quebrar. Mas teria pontuado, isso é quase um fato garantido.

NC) Sergio Pérez – 3.5 – Um fim de semana para se esquecer. Não classificou bem, batendo no Q2 e aí, na corrida, teve uma quebra. A quebra a gente não culpa ele, lógico, mas o sábado, para quem diz que quer ser campeão…

GP do Canadá – 7.0 – A gente não gostou muito da corrida, não. E mesmo assim foi uma das melhores do ano. Não é uma temporada das mais vistosas…

Melhor GP – GP do Bahrein – 8.5
Pior GP – GP da Austrália – 4.5
Média: 6.6

MÉDIA DA TEMPORADA:

1 – Max Verstappen – 8.7
2 – Charles Leclerc – 8.2
3 – George Russell – 8.1
4 – Sergio Pérez – 7.4
5 – Valtteri Bottas – 7.2
6 – Esteban Ocon – 6.9
7 – Lando Norris – 6.7
7 – Lewis Hamilton – 6.7
9 – Pierre Gasly – 6.6
9 – Fernando Alonso – 6.6
11 – Alexander Albon – 6.3
11 – Carlos Sainz – 6.3
13 – Sebastian Vettel – 6.1
14 – Kevin Magnussen – 5.6
15 – Yuki Tsunoda – 5.4
16 – Guanyu Zhou – 4.9
16 – Lance Stroll – 4.9
18 – Nico Hülkenberg – 4.8
19 – Daniel Ricciardo – 4.6
20 – Mick Schumacher – 3.6
21 – Nicholas Latifi – 3.3

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar