9º, Dixon lamenta falta de ritmo com pneus duros em Indianápolis: “Bem estranho”

Scott Dixon reclamou da falta de ritmo dos pneus durante o GP de Indianápolis 2. Piloto chegou a ser aspirante ao pódio, mas fechou em um frustrante nono lugar

Scott Dixon ainda é o líder da temporada 2020 da Indy, mas sofreu um golpe imenso nesta sexta-feira (2). O neozelandês da Ganassi foi apenas nono colocado no GP de Indianápolis 2, e viu o rival Josef Newgarden cortar a vantagem dos 72 para 40 pontos.

Dixon largou em 12º e chegou a se colocar em posição para brigar pelo pódio, mas problemas com pneus o fizeram perder ritmo. Uma escapada nas voltas finais culminou na perda de posições que rendeu apenas o nono lugar.

“Eu não tenho certeza do que aconteceu. Tivemos muitos problemas com os pneus pretos [duros] no carro hoje. Tivemos uma largada ruim onde Rahal nos tirou do caminho, começamos a cair e isso nos prejudicou”, citou Scott.

Scott Dixon ainda é líder da temporada 2020 da Indy, mas reclamou dos pneus (Foto: Indycar)
Scott Dixon ainda é líder da temporada 2020 da Indy, mas reclamou dos pneus (Foto: Indycar)

“O outro stint nos preto também nos prejudicou por algum motivo, acho que perdemos uns 15 ou 20 segundos, mas é isso que acontece as vezes, eu acho. Foi bem estranho, precisamos descobrir isso rápido antes da corrida 2 amanhã”, declarou Dixon, ainda líder.

Com duas corridas restantes para o fim do campeonato, Scott Dixon ainda tem uma vantagem grande para Josef Newgarden. O neozelandês não alcançou o top-5 nas últimas três provas disputadas, mas ainda pode se sagrar hexacampeão neste sábado (3).

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube