Ainda sem encontrar acerto ideal, Bia diz que pretende fazer último teste antes do GP do Alabama

Brasileira não vem bem na Dale Coyne e os resultados vêm refletindo o desempenho ruim. Ela confirmou que vai testar novas modificações pouco antes da corrida deste domingo (7)

Bia Figueiredo ainda não se encontrou na Dale Coyne, e isso vem prejudicando o desempenho da brasileira nas primeiras provas do ano. Ela não conseguiu sair da parte de trás e amargou a penúltima colocação, entre 26 pilotos, no treino que definiu o grid de largada do GP do Alabama, realizado neste sábado (6).

Bia Figueiredo não consegue sair das últimas colocações (Foto: Shawn Gritzmacher/Indycar)

 
A pilota afirmou que, ao lado da equipe, vai trabalhar em mudanças para experimentá-las no warm-up. “Nós temos trabalho pela frente antes da corrida. vamos trabalhar em algumas modificações no carro e ver o que acontece na manhã do domingo”, falou.
 
Esperançosa para completar a corrida deste fim de semana, diferente de São Petersburgo, Bia contou que a equipe está trabalhando firme no melhor acerto. “Sei que a equipe está fazendo todo possível para me dar um carro competitivo. Aprecio o trabalho deles”, contou.
 
“Espero ficar longe dos problemas na corrida e conseguir terminar em uma boa colocação para somar bons pontos”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube