Indy

Alonso espera quase 7 horas para voltar a treinar em Indianápolis, deixa boxes e para 2 curvas depois

O dia de Fernando Alonso nesta quarta-feira (24) certamente não é o que ele havia imaginado. O bicampeão mundial de Fórmula 1 voltou para Indianápolis e estava pronto para reestrear na pista pela qual se disse apaixonado dois anos atrás. Mas a chuva atrasou o esquema e um problema de bateria atrapalhou ainda mais

Grande Prêmio / VICTOR MARTINS, de São Paulo

O mundo esperava pelo retorno de Fernando Alonso a Indianápolis dois anos depois da primeira participação nas 500 Milhas. O nome do piloto e da McLaren estavam confirmados como um dos 29 que entrariam na pista do Speedway algum momento nesta quarta-feira (24). Havia uma divisão inicial da Indy que apontava que os novatos e aqueles que não guiavam na categoria há algum tempo abririam as ações, depois viriam os veteranos e, então, a pista estaria disponível a todos. Mas o mau tempo mudou tudo.
 
Quando as atividades iriam se iniciar às 11h locais (12h em Brasília), a chuva feio fraca e atrapalhou tudo por longas 4 horas. A programação havia sido alterada: novatos e 'verdes' passariam a encerrar o dia se as condições permitissem. Assim, Alonso teria um tempo reduzido e mais o que esperar.
Fernando Alonso (Foto: Reprodução)
Foi às 17h45 de Indianápolis que a oportunidade surgiu. Os engenheiros logo liberaram o carro #66 papaia. Alonso respeitou o limite de velocidade até a saída dos boxes. Mas então manteve um ritmo muito lento. O carro falhava visivelmente. Duas curvas depois, parou com problemas de bateria.

A bandeira amarela foi acionada para que o carro de apoio chegasse até o espanhol, amarrasse a corda no santantônio e trouxesse de volta a McLaren aos pits.

De pronto, a equipe informou que se tratava de um problema na bateria e que o conserto seria rápido a tempo de colocar o piloto de volta — só que o carro tornou a não funcionar. A equipe precisou mexer no software do carro. Ali estava o reencontro de Alonso com uma McLaren problemática.

GRANDE PRÊMIO acompanha o dia de treinos com transmissão AO VIVO.


 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.