Andretti revela que negociou com Bia e Barrichello para 2013 antes de fechar com Viso

Dono da equipe campeã da Indy em 2012, Michael Andretti contou ao GRANDE PRÊMIO que negociou com dois brasileiros para a nova temporada da categoria, mas emperrou na questão do patrocínio

Campeã da Indy em 2012, a Andretti ampliou sua operação e passou a contar com quatro carros para a temporada 2013 da categoria. O dono deste quarto carro é o venezuelano Ernesto José Viso, mas dois brasileiros estiveram perto de ocupar esse cockpit. Em entrevista exclusiva ao Grande Prêmio, Michael Andretti, chefe do time, revelou que conversou com Bia Figueiredo e Rubens Barrichello no fim do ano passado.

Andretti elogiou tanto Bia, quanto Rubens, e lamentou não ter assinado com nenhum dos dois. O que impediu que acertos acontecessem com um dos dois pilotos foi a questão do patrocínio – que não foi suficiente.

Barrichello e Andretti conversaram em busca de um acordo para a temporada 2013 da Indy (Foto: INDYCAR/USA)

“Conversamos um pouco, mas, infelizmente, não pudemos fechar um acordo”, disse Michael sobre Barrichello. “Eu fiquei bastante desapontado porque seria ótimo, mas acabou que ele não conseguiu levantar o patrocínio necessário. Ele estava empolgado com a possibilidade de se juntar a nós, mas, infelizmente, os patrocinadores desistiram”, continuou.

Barrichello disputou a temporada 2012 pela KV sem conseguir resultados expressivos e chegou a negociar com Ganassi e Schmidt, além da Andretti, antes de decidir voltar definitivamente ao Brasil para competir na Stock Car. Michael Andretti falou que as conversas cessaram de vez “umas duas semanas antes de ele anunciar que faria a Stock Car” em 2013, o que aconteceu no fim de dezembro.

As informações em tempo real direto de São Petersburgo
As imagens da quinta-feira em São Petersburgo
A volta virtual em São Petersburgo
Especial Indy 2013

Com relação a Bia, as negociações duraram mais. “Conversamos por muito tempo. Eu gosto muito dela. Acho que ela é uma pilota muito boa, uma pessoa muito boa e gostaria muito de tê-la conosco, mas, infelizmente, não pudemos selar um acordo”, lastimou. No ano passado, ela fez duas provas com o time, as etapas de São Paulo e Indianápolis.

Em São Petersburgo para disputar a prova de abertura da Indy pela Dale Coyne, a brasileira confirmou a fala de Andretti. “A gente estava fazendo um trabalho juntos para fechar o ano todo, mas acho que em algum momento demorou para as coisas acontecerem e eles tiveram que optar por outro piloto”, comentou.

Além do já citado Viso, a Andretti ainda conta com o atual campeão Ryan Hunter-Reay, James Hinchcliffe e o filho de Michael, Marco Andretti. Colocar um carro a mais na pista era um desejo do dirigente. “Sempre quisermos ter quatro carros. Não tivemos no ano passado porque perdemos um patrocinador tarde”, lembrou. Um dos motivos é a falta de treinos da categoria. “Se você puder ter um carro a mais na pista, tem 25% mais informações. É muito importante”, completou.

O Grande Prêmio acompanha ‘in loco’ a abertura da temporada 2013 da Indy, em São Petersburgo, com o repórter Renan do Couto

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube