Indy

Após denúncia da esposa, ex-piloto da Indy, Jon Herb, é preso nos EUA por pornografia infantil

Jon Herb, que disputou 16 etapas da Indy entre 2000 e 2007, foi preso por pedofilia na Flórida. Ex-piloto foi denunciado pela esposa, que encontrou material de pornografia infantil e fotos do marido mantendo relações sexuais com uma criança de quatro ou cinco anos de idade
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Vinheta Indy

Jon Herb, que disputou 16 etapas da Indy entre 2000 e 2007, foi preso pelo polícia de North Naples, na Flórida, por pedofilia. Denunciado pela esposa, o ex-piloto foi detido com 246 acusações de posse de material de pornografia infantil.
 
Herb foi preso por pedofilia (Foto: Getty Images)
A esposa de Herb procurou a polícia após encontrar no histórico do laptop de Jon acessos a sites com conteúdo pornográfico infantil. Além disso, ela contou para as autoridades que encontrou em uma das pastas do computador fotos de Herb tendo relações sexuais com uma criança que aparentava ter quatro ou cinco anos de idade.
 
A esposa do ex-piloto entregou à polícia o laptop e duas câmeras de vídeo que podem conter mais imagens ou vídeos dos atos criminosos.
 
Orientada pela polícia, a esposa de Herb deu um telefonema monitorado ao marido, pedindo a ele que identificasse a criança da foto. Jon forneceu a identificação da garotinha e foi preso, em casa, onde a polícia também apreendeu outros equipamentos eletrônicos.
 
De acordo com a reportagem da rede americana NBC, o Departamento de Crianças e Famílias da Flórida foi contatado e três crianças foram ouvidas pelo Centro de Defesa da Criança. Uma menina de quatro anos disse aos investigadores que tinha tido relações sexuais com Herb mais de uma vez.
 
Uma mulher do condado de Lee, também na Flórida, foi interrogada pelas autoridades e contou que ela e Herb começaram a viver juntos em 2001, em Illinois, quando ela estava grávida do ex-piloto. Em julho deste ano, Jon mudou a mulher e os três filhos para uma casa em Fort Myers e pagou o aluguel com um ano de antecedência.
 
A mulher alegou não ter conhecimento das atividades do marido, mas disse que não ficava surpresa, “porque Jon é um pervertido”.
 
Os investigadores encontraram 243 imagens de pornografia infantil e três vídeos onde aparece a menina de quatro anos. Além da posse de conteúdo pornográfico, o ex-piloto de 43 anos também vai enfrentar uma acusação de agressão sexual a uma criança menos de 12 anos.