Após dois adiamentos, Johnson finalmente testa Ganassi no misto de Indianápolis

Depois de ter seus testes impedidos pelo coronavírus em duas oportunidades, Jimmie Johnson conseguiu experimentar o Ganassi #10 no misto do IMS

Demorou meses, mas finalmente saiu o teste de Jimmie Johnson na Indy. Nesta terça-feira (28), a lenda da Nascar assumiu o Ganassi #10 para, na terceira tentativa, conseguir dar suas primeiras voltas no misto de Indianápolis com o monoposto.

O teste de Johnson na Indy foi uma espécie de saga. A primeira tentativa veio em abril, com a McLaren no Alabama, mas a pandemia de coronavírus atrapalhou os planos e interrompeu todas as atividades. A segunda tentativa também foi relacionada à Covid-19: a atividade com a Ganassi rolaria em 8 de junho, mas o piloto testou positivo para a doença poucos dias antes e até chegou a perder uma etapa da Nascar.

Em março, o GRANDE PRÊMIO revelou que Jimmie já tem um acordo com a McLaren para algumas corridas em circuitos mistos em 2021, bem como o próprio piloto admitiu que quer a Indy e as 24 Horas de Le Mans, mas já descartou presença nos ovais por um pedido da esposa.

Jimmie Johnson em Indianápolis (Foto: Ganassi)

Um dos maiores nomes da história da Nascar, Johnson já tem aposentadoria da categoria marcada para o final da temporada 2020, mas segue se preparando para os próximos passos dentro das pistas. No campeonato atual, JJ vem sem vitórias, ocupando a 19ª colocação, o que, até aqui, não garante sua vaga nos playoffs, já que apenas os 16 primeiros avançam.

No final de 2018, Johnson promoveu com Fernando Alonso uma espécie de intercâmbio, guiando a McLaren F1 do espanhol no Bahrein, enquanto Fernando conseguiu testar um carro da Nascar. No entanto, ali Johnson indicou na entrevista que gostaria de ter chances na Indy, especialmente nos circuitos mistos, afinal, sua mulher não quer mais vê-lo correndo em ovais, o que impediria o americano de fazer a Indy 500.

Johnson passou sua carreira inteira na Nascar defendendo o #48 da equipe Hendrick. A estreia aconteceu em 2001, mas a primeira temporada completa veio apenas no ano seguinte. JJ conquistou sete títulos na Nascar, cinco deles consecutivos entre 2006 e 2010, empatado com Dale Earnhardt e Richard Petty como os pilotos com maior número de canecos – os dois últimos, inclusive, fazem parte do Hall da Fama da categoria.

Paddockast #71 | A volta da Stock Car, com Átila Abreu e Cacá Bueno
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube