Após mal-estar em São Petersburgo, Power volta às pistas em teste no Alabama e garante: “Estou pronto para Phoenix”

Will Power retornou às pistas testando com a Penske no Alabama. O australiano, que ficou de fora da prova de abertura da temporada em São Petersburgo, afirmou que não sentiu mais nada e que está pronto para a etapa de Phoenix

O retorno de Will Power às pistas foi bastante tranquilo. Afastado desde o sábado da primeira etapa da temporada em São Petersburgo, o australiano testou sem problemas com a Penske em Barber. O campeão de 2014, primeiro, foi diagnosticado com consussão, mas a equipe médica da Indy voltou atrás e liberou seu retorno às atividades.
 
Power garantiu que teve um dia livre de qualquer mal-estar e que está pronto para a etapa de Phoenix no primeiro fim de semana de abril.
 
"Estou pronto para ir para Phoenix. Não tive nenhum problema no teste, confesso que não esperava que fosse assim. O enjoo simplesmente passou", afirmou ao site norte-americano 'Motorsport.com'.
 
O australiano festejou o reencontro com a Penske e lamentou por sequer ter podido comemorar a pole na primeira prova.
 
"Foi muito bom estar ao lado do time outra vez. Eu estava tão mal semana passada que nem comemorar com eles a pole eu consegui em St. Pete", disse.
Will Power voltou às pistas no Alabama (Foto: IndyCar)
O campeão de 2014 preferiu não fazer comparações de tempos, especialmente pelas condições diferentes na pista do Alabama. Entretanto, deixou claro que teve, sim, bom ritmo.
 
"Não tenho como traçar paralelo com nenhuma outra sessão que aconteceu em Barber, aqui o quanto a pista está emborrachada faz muita diferença, é difícil comparar tempos, então. Só sei que fomos rápidos. Consegui notar também a qualidade do kit da Chevrolet, é algo que chama muita atenção em uma pista assim", completou.
 
Apesar da pole conquistada em São Petersburgo, Power aparece apenas com um ponto na classificação geral por não ter participado da corrida, sendo substituído por Oriol Servià. Neste momento, 50 pontos separam o australiano do líder Juan Pablo Montoya.
 
VEJA A EDIÇÃO #21 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA F1 E MOTOGP

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube