Austin acerta com Foyt para 500 Milhas de 2013 e pode se tornar 3º negro a competir em Indianápolis

Durante a etapa de Mid-Ohio da Indy, a Foyt apresentou o jovem Chase Austin, de 22 anos, como piloto para a edição de 500 Milhas de Indianápolis. Austin poderá se tornar apenas o terceiro negro a disputar a tradicional prova, e o primeiro desde George Mack, em 2002

Pela primeira vez desde 2002 e pela terceira vez na história das 500 Milhas de Indianápolis, um piloto negro pode sentar ao volante na mais importante prova dos Estados Unidos. Isso acontecerá se Chase Austin, apresentado pela Foyt durante o fim de semana em Mid-Ohio, conseguir se classificar para a disputa da edição de 2013.

O piloto, visto como promissor por A.J. Foyt, quatro vezes vencedor das 500 Milhas, tem em seu currículo participações em quatro provas da Indy Lights, nos monopostos, seis etapas da Nationwide e três da Truck Series, no turismo. Aos 22 anos, ele começou no kartismo aos oito, e se tornou o mais jovem de todos os tempos a assinar um contrato de desenvolvimento na Nascar, tendo feito isso aos 14.

Chase Austin foi apresentado por A.J. Foyt no último sábado, em Mid-Ohio (Foto: IndyCar/LAT USA)

Na apresentação, Austin demonstrou seu entusiasmo com a possibilidade de competir na Indy. “Deverá ser diferente, algo do tipo ‘oh, não!’”, riu, antes de reforçar a confiança em seu potencial: “Mas eu acredito que estou pronto”.

Foyt acredita que, apesar da pouca idade, Austin já possui alguma experiência no esporte a motor. “Ele andou de turismo, de fórmula, em pistas de terra: andou corridas dos mais diversos tipos de carros e de karts”, disse o dirigente. “E venceu”.

No passado, os outros dois pilotos negros que disputaram as 500 Milhas de Indianápolis foram Willy Ribbs, em 1991, e George Mack, em 2002. Austin disse que isso não exerce uma pressão a mais sobre si. “Não, porque eu sempre penso comigo mesmo: ‘O que é a pior coisa que pode acontecer’? Se eu não conseguir me classificar, será o mesmo que acontece com muitas pessoas”, contou Austin.

“Eu tenho a oportunidade de correr para A.J. Foyt em Indianápolis. É nisso que eu vou me concentrar”, cravou Austin.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube