Bourdais estraga festa da Penske e crava pole para GP de Phoenix. Kanaan é 9º e Fittipaldi estreia em 10º

Sébastien Bourdais aproveitou que foi o último a ir para a pista e derrotou as Penske na classificação para o GP de Phoenix. Surpreendente, o líder do campeonato é quem sairá na pole neste sábado. Tony Kanaan vai largar em nono, uma posição na frente do novato Pietro Fittipaldi, que sai em décimo

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Parece incrível, mas Sébastien Bourdais segue sobrando na temporada 2018 da Indy. Assim como em 2017, o francês vai vivendo um ótimo início de ano. Nesta sexta-feira (6), se aproveitando da ordem de ida para a pista na classificação, Bourdais estragou a dobradinha da Penske e cravou a pole para a Dale Coyne com 39s029.

Apesar de não terem tido excelentes posições na ordem do treino de classificação, Simon Pagenaud e Will Power conseguiram mostrar a força da Penske. O francês liderou basicamente toda a sessão, já que foi para a pista cedo e só foi batido pelo último piloto, Bourdais. Pagenaud ficou 0s08 atrás do compatriota, enquanto Power apareceu 0s2 mais lento que o companheiro de Penske.

Alexander Rossi puxou uma fila de pilotos que provavelmente vão dar bastante trabalho em 2018. Atrás do americano da Andretti veio a dupla canadense da Schmidt Peterson, com James Hinchcliffe em quinto e Robert Wickens na sexta colocação.

Josef Newgarden não teve um rendimento tão bom quanto os seus companheiros, mas ainda ficou na sétima posição. Ryan Hunter-Reay foi o oitavo, justamente na frente de dois brasileiros: o veterano Tony Kanaan e o estreante do dia, Pietro Fittipaldi, que fecharam o top-10.

Matheus Leist teve uma tarefa complicadíssima. O gaúcho foi o primeiro a ir para a pista e, por isso, basicamente foi cumprir tabela na classificação. Assim, o 16º lugar não foi de se jogar fora.

Sébastien Bourdais em Phoenix (Foto: IndyCar)

Confira como foi a classificação em Phoenix

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A definição do grid de largada da corrida da Indy em Phoenix começou pouco depois das 21h (em Brasília). O primeiro a ir para a pista foi Matheus Leist, dando um azar danado pelo abandono em St. Pete. O brasileiro não foi muito bem, com 40s472.

 
Outro estreante veio na sequência e já mostrou que a marca de Leist não era tão significativa. Kyle Kaiser, com a Juncos, fez um trabalho interessante e estabeleceu 40s241. Aí veio Ed Carpenter com um desempenho bem do mediano: 40s600 para o veterano especialista em oval. 
 
Na sequência veio a dupla da Carlin e dois resultados bem ruins. Max Chilton virou 41s232, enquanto Charlie Kimball foi ainda pior: 41s456. Outro estreante apareceu na sequência, desta vez com um desempenho impressionante: Pietro Fittipaldi se atirou na pista em grande estilo e virou 39s873 no somatório de suas duas voltas. Pole provisória para o brasileiro depois de seis pilotos, algo bem positivo.
 
Zach Veach foi para a pista e passou mais perto de bater forte no muro que de incomodar os ponteiros. O americano acabou com a pior marca parcial e potencial último lugar no grid se ninguém batesse. Veio, então, Spencer Pigot, que finalmente está correndo nos ovais com a Carpenter. O americano até foi bem, batendo seu chefe e se posicionando entre Kaiser e Leist.
Simon Pagenaud foi muitíssimo bem (Foto: Indy/Twitter)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A liderança de Pietro foi embora com Robert Wickens, que voltou a mostrar que vai dar trabalho em 2018. O canadense, praticamente cru nos ovais, somou 39s698 e foi para a dianteira. Gabby Chaves veio depois e não incomodou os líderes, mas colocou a Harding na frente das duas Carlin e de Veach.

 
O primeiro real favorito à pole foi Simon Pagenaud. O francês nadou de braçadas em relação à concorrência e, de forma bem fácil, virou líder com 39s110. Takuma Sato, que prometia ser um forte candidato pela excelente pré-temporada da RLL no Arizona, não foi tão excelente assim e se colocou em quarto.
 
Outros dois bons nomes para o final de semana chegaram na sequência. Tony Kanaan confirmou a boa forma da Foyt e arrancou Pietro do terceiro lugar com 39s862, enquanto Will Power foi além e colou no companheiro de equipe Pagenaud, virando segundo com 39s381.
Will Power (Foto: Penske/Twitter)
A Andretti dava toda pinta de ser a decepção da etapa. Marco Andretti, que também estava no bolo de apostas para o final de semana, não foi além do 12º lugar. Aí veio Ed Jones, da até aqui contestada Ganassi, cravando 39s923 e salvando ao menos um sexto lugar após 16 pilotos registrarem tempos.
 
Atual campeão, Josef Newgarden tomou tempo dos companheiros de Penske. Nada muito grave, afinal, o americano ainda ficou em quarto, mas um trabalho extra para a corrida de sábado. Aí veio seu grande rival em 2017, o neozelandês Scott Dixon. Mas parece que Dixon segue brigando com o carro: 12º para o #9.
 
Ryan Hunter-Reay mostrou uma luz no fim do túnel da Andretti e se colocou em quinto, sendo derrubado segundos depois por um inspirado James Hinchcliffe, que abocanhou o terceiro lugar de seu companheiro Wickens.
 
Outro excelente sinal para a Andretti foi deixado por Alexander Rossi, que saltou para terceiro e, além de tudo, ainda conseguiu bater as duas SPM, ficando atrás apenas de duas Penske. Graham Rahal, por outro lado, fechou a classificação frustrante da RLL em 11º. 

Quando a pole de Pagenaud já devia estampar nove entre dez manchetes prontas, apareceu Sébastien Bourdais. Com autoridade, o francês bateu o compatriota e reafirmou a força da Dale Coyne no início de ano. Pole para ele.

Indy, GP de Phoenix, grid de largada:

1 18 Sébastien BOURDAIS FRA Dale Coyne Honda 39.029  
2 22 Simon PAGENAUD FRA Penske Chevrolet 39.110 +0.081
3 12 Will POWER AUS Penske Chevrolet 39.381 +0.352
4 27 Alexander ROSSI EUA Andretti Honda 39.387 +0.358
5 5 James HINCHCLIFFE CAN Schmidt Peterson Honda 39.617 +0.588
6 6 Robert WICKENS CAN Schmidt Peterson Honda 39.698 +0.669
7 1 Josef NEWGARDEN EUA Penske Chevrolet 39.715 +0.686
8 28 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Honda 39.838 +0.809
9 14 Tony KANAAN BRA Foyt Chevrolet 39.862 +0.833
10 19 Pietro FITTIPALDI BRA Dale Coyne Honda 39.873 +0.844
11 10 Ed JONES ING Ganassi Honda 39.923 +0.894
12 15 Graham RAHAL EUA RLL Honda 40.009 +0.980
13 30 Takuma SATO JAP RLL Honda 40.219 +1.190
14 32 Kyle KAISER EUA Juncos Chevrolet 40.241 +1.212
15 21 Spencer PIGOT EUA Carpenter Chevrolet 40.428 +1.399
16 4 Matheus LEIST BRA Foyt Chevrolet 40.472 +1.443
17 9 Scott DIXON NZL Ganassi Honda 40.474 +1.445
18 20 Ed CARPENTER EUA Carpenter Chevrolet 40.600 +1.571
19 88 Gabby CHAVES COL Harding Chevrolet 40.670 +1.641
20 98 Marco ANDRETTI EUA Andretti Honda 40.835 +1.806
21 59 Max CHILTON ING Carlin Chevrolet 41.232 +2.203
22 23 Charlie KIMBALL EUA Carlin Chevrolet 41.456 +2.427
23 26 Zach VEACH EUA Andretti Honda 41.873 +2.844
 

CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube