Indy

Bourdais se defende após acidente com Pigot em Detroit: “Ele tem espelhos, sabe que estou atrás”

Em nono após provocar acidente espetacular na corrida 2 da Indy em Detroit, Sébastien Bourdais se defendeu, afirmando que a culpa da batida foi de Spencer Pigot, que pisou no freio bruscamente na hora de entrar nos boxes. Francês espera punição por parte dos comissários

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Sébastien Bourdais provocou um acidente espetacular no início da corrida 2 da Indy em Detroit, mas se recuperou e fechou na nona colocação. Após a corrida, o piloto da Dale Coyne se defendeu da batida que provocou o abandono de Spencer Pigot.
 
Bourdais tentou ultrapassar Pigot no início da reta dos boxes, mas encheu a traseira do americano, que tentava levar o carro aos boxes por conta da dificuldade com os pneus, o que rendeu xingamentos por parte de Pigot no rádio. O francês entende a frustração do piloto da Carpenter, mas se defendeu.
 
"Entendo ele ficar frustrado, mas não consigo entender o que ele tentou fazer. Ele estava claramente com dificuldades com pneus vermelhos e sendo ultrapassado por todo mundo. Ele não sinalizou que iria para o pit. Ele me deu o vácuo na curva 13. Não teve mensagem no meu rádio dizendo que ele estava entrando. Tentei colocar por dentro, e em vez de dar espaço, pisou no freio. Quando vi, estava na traseira dele", declarou Bourdais, em entrevista à NBC.
Sébastien Bourdais (Foto: Indycar)
Paddockast #20
Punições tardias, circuitos chatos... O que tem de acabar no esporte a motor?



"Acertei e voei, e não sei como seguimos. Achei que a suspensão quebraria, e não quebrou. Ainda bem que não foi o nosso fim, mas tivemos que nos recuperar, e o time foi rápido, entendeu que ia demorar, me devolveu para a pista e colocaram a asa dianteira pouco tempo depois", completou.
 
Mais calmo após a corrida, Pigot explicou que diminuiu bruscamente a velocidade para trazer o carro aos boxes, e garante que todo mundo ouviu a mensagem de que precisaria trocar os desgastados pneus.
 
"Obviamente, eu e Dixon estávamos com problemas nos pneus, sendo ultrapassados pela esquerda e pela direita. Era fácil para os outros pilotos nos ultrapassarem, não precisaria de muito. Quando saí da curva 13, recebi o sinal de ir para o pit-lane. Todo mundo ouviu. Senti uma pancada por trás, causou muitos danos. Com os pneus daquele jeito, você precisa pisar no freio um pouco antes. Eu não sei se foi isso que pegou o Bourdais, mas foi uma infelicidade", disse Pigot.
 
Ainda se defendendo, Bourdais acredita que o erro no acidente foi de Pigot, e imagina que os comissários da Indy ainda vão discutir para determinar uma possível punição.
 
"Ele tem espelhos. Ele sabe que estou atrás. Se alguém tem vácuo em você e está para te ultrapassar, não pise nos freios quando alguém está na sua traseira. Ainda vamos falar sobre isso, mas não sei o que ele esperava acontecer", concluiu.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.