Briscoe fecha acordo para disputar rodada dupla de Detroit pela Panther no lugar de Hildebrand

O australiano Ryan Briscoe foi quem aproveitou a oportunidade e assinou com a Panther para disputar as duas corridas deste fim de semana em Detroit

A Panther foi bem rápida para anunciar o substituto de JR Hildebrand no carro de número 4. Neste fim de semana, em Detroit, quem estará no cockpit será o australiano Ryan Briscoe, que defendeu a Ganassi nas 500 Milhas de Indianápolis do último domingo e terminou a prova na 12ª posição.

A demissão de Hildebrand foi anunciada um pouco mais cedo nesta quinta-feira (30). Briscoe está sem lugar fixo na categoria desde o fim do ano passado, quando não renovou seu contrato com a equipe Penske. A princípio, o acordo com a Panther é válido apenas para a rodada dupla de Detroit, a primeira dobradinha da temporada.

Por ora, o acordo de Briscoe com a Panther vale apenas para Detroit (Foto: Carsten Horst/Hyset)

“Não poderíamos estar mais felizes por ter Ryan Briscoe se juntando à Panther neste fim de semana”, disse John Barnes, dono da esquadra bicampeã da Indy. “Ele é um piloto que pode brigar pelo campeonato que já provou que pode vencer corridas em qualquer tipo de cicuito”, elogiou.

“Na carreira, ele disputou cabeça a cabeça com os melhores pilotos e vai se tornar parte de nossa família aqui na Panther. Estou ansioso por colocá-lo na pista neste fim de semana,” continuou o dirigente norte-americano.

Fora da Indy, Briscoe está disputando as provas da American Le Mans Series e participará, neste mês de junho, das 24 Horas de Le Mans com a equipe Level 5. “É inacreditavelmente empolgante estar de volta à Indy com a Panther”, vibrou o piloto. “Já competi contra essa equipe por muito tempo e será ótimo ter a oportunidade de trabalhar com John Barnes e os caras da Panther. Estou confiante de que vamos trabalhar bem juntos”, adicionou.

Essa é a segunda mudança de pilotos que acontece na Indy nesta semana. A outra envolveu a equipe Dale Coyne, que trocou a brasileira Bia Figueiredo, cujo acordo era válido apenas para as cinco primeiras corridas do ano, pelo inglês Mike Conway.

Além disso, Oriol Servià é outro nome que esteve no início deste campeonato que fará falta. O espanhol corria pela DRR, parceira da Panther que fechou as portas após as 500 Milhas de Indianápolis por falta de patrocínio. Naturalmente, ele teve o nome especulado para assumir o #4, mas foi preterido por Briscoe.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube