Campeão da F1 e vencedor da Indy 500, Andretti vê “oportunidade perfeita” para Alonso em Indianápolis

Mario Andretti, vencedor da Indy 500 de 1969 e campeão da F1 em 1978, acha que Fernando Alonso não tem nada a perder em Indianápolis. O americano acredita que a experiência na tradicional prova é uma forma de aproveitar “sua melhor forma”

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Mario Andretti ficou animado quando descobriu que Fernando Alonso abriu mão do GP de Mônaco para disputar as 500 Milhas de Indianápolis. O americano, caso raro de piloto com sucesso tanto na F1 quando na Indy 500, gostou de ver o desejo do espanhol de desbravar um novo automobilismo. E garantiu: a aventura no oval de Indana é a “oportunidade perfeita” para Alonso.
 
“O timing não poderia ser melhor”, garantiu Andretti. “Essa é a oportunidade perfeita para o Fernando [Alonso] porque não tem nada acontecendo na F1, a McLaren não disputa nada hoje, mas ele segue em sua melhor forma. Já que ele está tão ativo, essa tentativa em Indianápolis é incrível para ele. E para McLaren, Honda, a Andretti, a Indy…”, seguiu, falando ao ‘Motorsport.com’.
 
Andretti vem de uma era em que era muito mais simples conciliar o automobilismo europeu com o americano. Entre 1975 e 1982, Mario competiu tanto na finada USAC quanto na F1. A dedicação foi recompensada: o americano venceu a Indy 500 em 1969 e foi campeão da F1 em 1978. Jim Clark, Graham Hill, Emerson Fittipaldi e Jacques Villeneuve foram os únicos que também combinaram tais feitos.
Campeão em 78, Mario Andretti gostou da decisão de Fernando Alonso (Foto: Getty Images)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Andretti não espera que Alonso tenha problemas com o carro da Indy – isso é o de menos. Problema mesmo vai ser lidar com um oval – mas nada impossível de aprender.
 
“A questão é se adaptar aos ovais, não aos carros em si. Um piloto sempre busca uma sensação em um carro. E os melhores pilotos, e Alonso é um dos melhores de todos, sempre vão achar. Talvez não seja seu ambiente normal, mas um piloto de ponta sempre vai achar uma forma de se entender com qualquer carro de corrida”, opinou.
 
“Todos os dias o Fernando vai ter seis horas de treino, se o clima permitir. Primeiro ele vai para a pista com muito downforce e ele pode pensar ‘ah, é mamão com açúcar’. Conforme ele fica confiante, vão tirando o downforce e ele vai se acostumar com o carro balançando mais. Depois um pouco mais, um pouco mais, e assim por diante. Quando ele estiver ainda mais confiante, vão treinar tráfego. E esse é outro benefício de ter o Alonso com outros cinco pilotos, quatro deles sendo veteranos”, finalizou.
 
Alonso vai competir com uma Andretti – equipe administrada por Michael, filho de Mario. A experiência é fruto de uma parceria entre Andretti e McLaren – que já pensa até em ter sua própria escuderia na Indy.
 
PADDOCK GP #73 DISCUTE F1, MOTOGP E INDY E FAZ PRÉVIA DO GP DO BAHREIN

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube