Campeão, Hunter-Reay revela final de semana difícil em Fontana, mas diz que deu vida pelo título

Com contornos de drama, Ryan Hunter-Reay ficou com a quarta colocação no GP de Fontana e ficou com o título da Indy. Sem muitas palavras, ele preferiu elogiar a Andretti que, segundo ele, fez um ótimo trabalho

Com a desvantagem de 17 pontos, Ryan Hunter-Reay sabia que precisaria remar muito para conquistar o título inédito no GP de Fontana, que aconteceu neste final de semana. E o piloto da Andretti viu Will Power abandonar e voltar à prova, mas nada que atrapalhasse a conquista inédita e a quebra do jejum de seis anos sem americanos campeões na categoria.

Sem muita reação, ele preferiu elogiar o esforço da equipe ao longo do final de semana, quando ficou com a quarta colocação ao final da prova. "Eu não tenho ideia (de como ganhei o campeonato). Foi esforço da equipe. Nós estávamos como dificuldades durante todo final de semana e não queria deixar ninguém soubesse disso”, revelou.

“Eu só dei minha vida por essas 500 milhas. Eu não posso acreditar que nós somos campeões da Indy. Meu sonho se tornou realidade. Isso é inacreditável”, falou.

Hunter-Reay comemorou o título após quarta colocação em Fontana (Foto: IndyCar/LAT USA)

Sobre o acidente que tirou Power da corrida, Hunter-Reay afirmou que a Penske do australiano passou bem perto e contou que o rival, em uma brincadeira, havia prometido tirá-lo da pista.

“Eu não sei o quão perto [Power] estava. Ele estava bem perto de mim e eu o vi batendo, então aposto que foi muito perto. Ele estava brincando que iria me tirar e quase fez isso”, finalizou.

Vida e obra

Nascido no Texas, Hunter-Reay começou a correr nas categorias de base e sua primeira competição em que disputou foi a F-Atlantic, em 2002, quando foi o sexto colocado. Já no ano seguinte ele disputou a primeira de três temporadas na Champ Car. E foi na categoria que ele conseguiu uma importante vitória em seu currículo: conseguiu seu primeiro triunfo logo em Surfers Paradise.

Fora da categoria em 2006, ele disputou duas provas pela A1GP e pela GA-Rolex, mas não obteve grandes resultados. No outro ano, acabou acertando com a Rahal Letterman Racing por seis provas e acabou sendo contratado para disputar a temporada completa em 2008, quando conseguiu a incrível oitava colocação no campeonato. Neste mesmo ano ele voltaria a vencer, desta vez em Watkins Glen.

Ele acertou com a AJ Foyt para disputar a temporada de 2009, mas não acabou fazendo um grande ano. Mesmo assim, acertou com a Andretti para 2010. E, logo em sua temporada de estreia pela equipe, conseguiu vencer o GP de Long Beach e acabou o campeonato na sétima colocação.

Em 2011, ele viveu um drama: acabou não classificando o carro para as 500 Milhas de Indianápolis e a equipe acabou comprando a vaga de Foyt, pilotado pelo brasileiro Bruno Junqueira. Ele ainda conseguiu uma vitória, em New England, e encerrou o campeonato mais uma vez na sétima colocação.

Neste ano, Hunter-Reay havia conseguido um terceiro lugar na abertura do campeonato e um segundo lugar em São Paulo antes de vencer três corridas seguidas, o que o credenciou a brigar com o título com Will Power. A vitória em Baltimore e a quarta colocação em Fontana garantiram a ele o título inédito na carreira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube